Casagrande e Manato disputam segundo turno

Atual governador recebeu 976.652 votos, representando 46,94% dos votos válidos; em segundo lugar ficou Manato (PL), escolhido por 800.598 eleitores (38,48%)

Por Titina Cardoso, com edição de Nicolle Expósito

Renato Casagrande e Carlos Manato
Candidatos ao governo disputam segundo turno no dia 30 de outubro / Foto: Divulgação PSB e TSE / Montagem: Ana Julia Salles

Os candidatos Renato Casagrande (PSB) e Manato (PL) disputam o segundo turno da eleição para governador do estado do Espírito Santo. Neste domingo (2), o atual chefe do Executivo foi escolhido por 976.652 eleitores (46,94% dos votos válidos) e o candidato Manato por 800.598 capixabas (38,48%). Como nenhum candidato obteve mais de 50% dos votos válidos, haverá segundo turno de votação.

Guerino Zanon (PSD) ficou em terceiro lugar, com a preferência de 146.177 capixabas (7,03%). E Audifax (Rede) figurou na quarta colocação (135.512 votos – 6,51%). Aridelmo (Novo), Capitão Vinicius Sousa (PSTU) e Claudio Paiva (PRTB) obtiveram 0,76%, 0,22% e 0,07%, respectivamente.

No total, 2.311.629 pessoas votaram para governador. Foram registrados 2.080.648 votos válidos para o cargo (90,01%), 129.835 nulos (5,62%) e 101.146 em branco (4,37%).

Casagrande

José Renato Casagrande tem 61 anos e é natural de Castelo, no sul do estado. É formado em Engenharia Florestal pela Universidade Federal de Viçosa (UFV) e em Direito pela Faculdade de Direito de Cachoeiro de Itapemirim.

Foi eleito governador do Espírito Santo pela primeira vez em 2010. Em 2014 disputou a reeleição, mas foi derrotado por Paulo Hartung. Em 2018, reconquistou o cargo de chefe do Executivo estadual em primeiro turno, com a preferência de 55,49% do eleitorado. Na ocasião, o candidato Manato ficou em segundo lugar na disputa.

Casagrande já ocupou, ainda, cadeira na Assembleia Legislativa (1991-1994), foi vice-governador (1995-1998), deputado federal (2003-2006) e senador (2007-2010).

Manato

Carlos Humberto Manato é médico formado pela Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória (Emescam), tem 65 anos, e é nascido em Alegre, no sul do estado.

Manato foi deputado federal por quatro mandatos consecutivos (2003-2006; 2007-2010; 2011-2014; 2015-2018). Em 2018, ficou em segundo lugar na disputa pelo governo do estado, com 27,22% dos votos válidos. Também atuou como secretário municipal de Serviços da Serra, como diretor de hospitais da Grande Vitória e como professor da Emescam.

Especialista em Ginecologia e Obstetrícia (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia – Febrasgo), também é pós-graduado em Medicina do Trabalho (Emescam), em Colposcopia (UFMG) e em Administração Hospitalar (Universidade de Ribeirão Preto – Unaerp).

Veja o resultado para o governo do Estado
 

  • Renato Casagrande (PSB) - 976.652 votos (46,94% dos votos válidos)
  • Manato (PL) - 800.598 votos (38,48%)
  • Guerino Zanon (PSD) – 146.177 votos (7,03%)
  • Audifax (Rede) – 135.512 votos – 6,51%
  • Aridelmo (Novo) – 15.786 votos (0,76%)
  • Capitão Vinicius Sousa (PSTU) – 4.505 votos (0,22%)
  • Claudio Paiva (PRTB) – 1.418 votos (0,07%)
     
Orçamento 2023 recebe 971 emendas
Comissão de Finanças terá até dia 7 de dezembro para acatar ou rejeitar as sugestões feitas à peça
Próximo governo: policiais reforçam demandas
Em reunião na Ales, eles disseram esperar que o governador reeleito atenda pleitos apresentados durante campanha eleitoral
Chuvas: Ales sinaliza apoio aos municípios
Legislativo coloca-se pronto para atender e ratificar situações oficiais de calamidade pública, permitindo agilidade no repasse de recursos estaduais 
Bahiense quer prevenção a novos atentados em escolas
Presidente da Comissão de Proteção à Criança e ao Adolescente propõe medidas de segurança, como botão de pânico, câmeras de monitoramento e vigilância armada
Orçamento 2023 recebe 971 emendas
Comissão de Finanças terá até dia 7 de dezembro para acatar ou rejeitar as sugestões feitas à peça
Próximo governo: policiais reforçam demandas
Em reunião na Ales, eles disseram esperar que o governador reeleito atenda pleitos apresentados durante campanha eleitoral
Chuvas: Ales sinaliza apoio aos municípios
Legislativo coloca-se pronto para atender e ratificar situações oficiais de calamidade pública, permitindo agilidade no repasse de recursos estaduais