Proposta prevê aulas de idiomas gratuitas

Medida contempla profissionais que atuam no setor turístico

Por Aldo Aldesco, com edição de Nicolle Expósito

Professora em sala de aula com alunos sentados observando aula
Iniciativa propõe que governo possibilite oferta de aulas de espanhol, francês e inglês / Foto: Silvana Rust/ Prefeitura de Campos (RJ)

Com o objetivo de dar maior qualificação aos trabalhadores da área do turismo, o Projeto de Lei (PL) 428/2022, apresentado pelo deputado Marcos Madureira (PP), autoriza o Executivo a oferecer cursos de idiomas para esse segmento.

De acordo com o PL, os cursos devem ser gratuitos e em três línguas: espanhol, francês e inglês. Os recursos devem sair do orçamento anual ou de parcerias com a iniciativa privada.

Os profissionais do turismo considerados pelo projeto são da área de hotelaria, transporte, gastronomia e lazer e seus recepcionistas, porteiros, motoristas, garçons, guias turísticos, entre outros existentes no segmento.  

O proponente do PL argumenta que os trabalhadores desta atividade necessitam estar habilitados para se comunicar não só com os turistas, mas com os demais parceiros, inclusive de outros países. 

“A boa comunicação é imprescindível para o profissional de turismo. Apenas dessa forma, as demandas dos clientes poderão ser atendidas sem confusões. Além disso, um especialista nesse setor precisa entrar em contato com parceiros de negócios de outras regiões o tempo inteiro”, justifica Madureira. 

A matéria foi lida em Plenário no dia 6 de setembro e segue para análise nas comissões de Constituição e Justiça; de Educação; de Turismo e Desporto; e de Finanças.

Deputados: Marcos Madureira
Saúde nasal: tratamentos e riscos em pauta
Comissão recebe especialista para discutir causas de congestionamento nasal e as consequências do uso inadequado de remédios
Apuração dos votos é feita em tempo real
Resultado das eleições pode ser acompanhado por aplicativos e plataforma do TSE na internet
Projeto visa recuperar direitos de servidores
Proposta assegura que o tempo de trabalho durante a crise sanitária da Covid seja contabilizado para a concessão de direitos como quinquênios e licenças-prêmio 
Homens estão entre as principais vítimas de suicídio
Morte autoprovocada é quase quatro vezes maior entre homens e a terceira principal causa de óbito na faixa de 15 a 29 anos, apontam dados oficiais
Saúde nasal: tratamentos e riscos em pauta
Comissão recebe especialista para discutir causas de congestionamento nasal e as consequências do uso inadequado de remédios
Apuração dos votos é feita em tempo real
Resultado das eleições pode ser acompanhado por aplicativos e plataforma do TSE na internet
Projeto visa recuperar direitos de servidores
Proposta assegura que o tempo de trabalho durante a crise sanitária da Covid seja contabilizado para a concessão de direitos como quinquênios e licenças-prêmio