CPI investiga ataques hackers a provedores

Empresários do sul denunciaram à Polícia Civil investidas para desestabilizar a conexão à internet e prejudicar clientes

Por Marcos Bonn, com edição de Angèle Murad | Atualizado há 7 dias

Cabo de internet
Casos foram registrados em junho, em municípios da Região Sul do estado / Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Em reunião nesta terça-feira (9), às 9 horas, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Crimes Cibernéticos ouve representantes de provedores de internet no sul do estado. No Plenário Judith Leão Castello Ribeiro, deputados vão apurar as denúncias feitas pelas empresas sobre ataques hackers que visam tornar lenta a conexão à rede mundial de computadores. 

Os casos foram observados no mês de junho, nos municípios de Cachoeiro de Itapemirim, Vargem Alta, Atílio Vivácqua, Venda Nova do Imigrante, Iconha, Castelo, Dores do Rio Preto e Marataízes. A Delegacia de Crimes Cibernéticos investiga ocorrências relatadas pelos empresários do ramo. Segundo informações, os ataques são de várias partes do mundo.

Como consequência, houve aumento na reclamação por parte dos clientes devido à instabilidade da rede e migração para outras empresas, causando prejuízos. A prática se configura como crime de interrupção ou perturbação do serviço telefônico ou informático, conforme o artigo 266 do Código Penal. A pena prevista é de detenção de um a três anos, além de multa.

Conforme destaca documento assinado pelo deputado Bruno Lamas (PSB), proponente da reunião, diferentemente dos ataques hackers mais comuns, que visam extorquir suas vítimas, há empresas que financiam ilicitamente práticas de concorrência fraudulentas para desviar a clientela em proveito próprio ou alheio. 

Agricultura

Uma audiência pública da Comissão de Agricultura na terça (9), às 10 horas, no Plenário Dirceu Cardoso, debate o conflito entre produtores rurais da agricultura familiar e a empresa Suzano Papel e Celulose. O impasse é motivado pela ocupação de terras no norte do estado. 

O assunto está judicializado na esfera federal. Questiona-se a aquisição das terras, consideradas devolutas, por parte da então Aracruz Celulose, o que gera transtornos para agricultores de São Mateus e Conceição da Barra. O problema é antigo e data da década de 1970. Os deputados buscam uma solução para o impasse. 

Confira a agenda da semana

Segunda (8)

9h - Reunião ordinária da Comissão de Cultura - Plenário Judith Leão Castello Ribeiro

Terça (9) 
9h - Reunião extraordinária da CPI dos Crimes Cibernéticos - Plenário Judith Leão Castello Ribeiro                             
9h - Reunião ordinária da Comissão de Saúde - Plenário Rui Barbosa
10h - Reunião extraordinária da Comissão de Saúde - Plenário Rui Barbosa
10h - Audiência pública da Comissão de Agricultura - Plenário Dirceu Cardoso
13h - Reunião extraordinária da Comissão de Cidadania - Plenário Judith Leão Castello Ribeiro

Quarta (10)  
14h – Reunião da Frente Parlamentar de Conservação da Biodiversidade Capixaba – Plenário Rui Barbosa
14h - Reunião da Comissão de Proteção à Criança e ao Adolescente - Plenário Judith Leão Castello Ribeiro 

Proposta homenageia escritor capixaba
Iniciativa declara Amâncio Pinto Pereira patrono da Educação no Espírito Santo e busca dar visibilidade à produção literária do capixaba
Bancos de leite amparam mulheres na amamentação
Além de prover bebês internados com o leite doado, essas instituições também orientam mães no aleitamento  
Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros
Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH
Proposta beneficia servidores das polícias Civil, Militar, Penal, Bombeiro Militar e do Iases responsáveis pela condução de veículos dos órgãos
Proposta homenageia escritor capixaba
Iniciativa declara Amâncio Pinto Pereira patrono da Educação no Espírito Santo e busca dar visibilidade à produção literária do capixaba
Bancos de leite amparam mulheres na amamentação
Além de prover bebês internados com o leite doado, essas instituições também orientam mães no aleitamento  
Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros