Proposta muda taxas para renovar habilitação

Deputado Delegado Danilo Bahiense defende que cobrança seja feita proporcionalmente ao tempo de validade da CNH

Por Marcos Bonn, com edição de Nicolle Expósito

Pessoa em atendimento durante renovação de carteira de motorista
Parlamentar considera injusto que Detran não module os valores de acordo com a idade do motorista / Foto: Detran/RJ

O Projeto de Lei (PL) 285/2022, de autoria do parlamentar Delegado Danilo Bahiense (PL), sugere mudanças na cobrança da taxa de renovação da carteira de motorista. Pela matéria, os valores pagos deverão ser proporcionais ao prazo de validade do documento.

O artigo 147 do Código Brasileiro de Trânsito (CTB) - Lei 9.503/1997 - estabelece diferentes períodos de vigência da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de acordo com a idade do condutor.

Logo, motoristas com menos de 50 anos de idade têm o documento válido por 10 anos; os que têm 50 até menos de 70 anos de idade devem renová-lo a cada cinco anos; e, para aqueles com 70 anos de idade ou mais, a CNH vale por três anos.

Mas Bahiense argumenta que as taxas de renovação do Detran-ES são as mesmas para todos os casos: o exame médico custa R$ 104,91; o psicológico, R$ 125,09 e a tarifa de renovação do órgão é de R$ 225,96.

Comparação

No texto do PL o autor exemplifica que um cidadão com mais de 70 anos, em um ciclo de nove anos, gastará R$ 1.367,88 para renovar o documento a cada três anos. Já um motorista com menos de 50 anos desembolsará R$ 455,96 nessa renovação, com validade de 10 anos.

“Ao que me parece, é extremamente injusto que pessoas com mais idade tenham de arcar com valores mais elevados para poderem continuar dirigindo, especialmente quando se trata de idosos, acima de 70 anos, época em que necessitam de outros gastos urgentes, como medicamentos, por exemplo”, defende o deputado.

“Assim, temos que deve ser definida a tarifação, de modo proporcional ao tempo de validade do documento, sob pena de enriquecimento sem causa pelo Estado em detrimento do cidadão/consumidor de serviços públicos, sendo, pois, medida justa e adequada à questão”, completa Danilo Bahiense.

Tramitação

O projeto de lei tramitará pelos colegiados de Justiça, Mobilidade Urbana e Finanças. Existem proposições com teor similar: o PL 209/2019, do ex-deputado e atual prefeito de Cariacica, Euclério Sampaio; o PL 230/2019, de Gandini (Cidadania); e o PL 497/2019 de Dr. Emílio Mameri (PSDB).

Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros
Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH
Proposta beneficia servidores das polícias Civil, Militar, Penal, Bombeiro Militar e do Iases responsáveis pela condução de veículos dos órgãos
Reunião debate segurança em transporte escolar
Segundo advogado, motoristas de aplicativo estariam realizando transporte de estudantes de forma irregular
Deputado alerta para uso responsável de auxílio
Majeski criticou oferta de crédito consignado para o Auxílio Brasil e lembrou os altos juros cobrados nos empréstimos
Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros
Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH
Proposta beneficia servidores das polícias Civil, Militar, Penal, Bombeiro Militar e do Iases responsáveis pela condução de veículos dos órgãos
Reunião debate segurança em transporte escolar
Segundo advogado, motoristas de aplicativo estariam realizando transporte de estudantes de forma irregular