Contos eróticos dão o tom no Dedo de Prosa

Camila Dalvi apresenta “Memórias de minhas carnes”, livro que propõe um mergulho nos afetos femininos, desde os intensos encontros até a sensualidade sutil do dia a dia

Por Patrícia Bravin, com edição de Nicolle Expósito

Patrícia Bravin e Camila Dalvi, sentadas, posam para foto sorrindo
Programa inédito vai ao ar nesta sexta-feira (8), às 13 horas / Foto: Ellen Campanharo

A professora e doutora em Letras e Literatura Camila Dalvi é a convidada do programa Dedo de Prosa que estreia nesta sexta-feira (8), às 13 horas, na programação da TV Assembleia. A edição convida o telespectador a quebrar tabus sobre a literatura erótica com “Memórias de minhas carnes”, livro de contos que explora a diversidade dos afetos humanos, especialmente os femininos.

Apesar de ainda enfrentar obstáculos e, às vezes, ser subjugada como arte inferior, a literatura erótica vem desde a Grécia antiga. Ela também é chamada de literatura silenciosa e as explicações para isso vêm da história. Uma delas é a Santa Inquisição, na Idade Média, que chegou a proibir livros do gênero, além de perseguir e matar os autores.

Para Camila, uma outra inquisição tem sido presenciada atualmente no Brasil, com instrumentos diferentes dos usados pela Igreja Católica no passado. Ela considera que alguns grupos sociais tentam exercer controle sobre a sexualidade alheia, principalmente das mulheres e das pessoas LGBTQIA+. “Com esse controle, acreditam que vão manter as pessoas sob um cabresto e, com isso, conseguir guiá-las com facilidade”, lamenta.

Como educadora, Camila fala da dificuldade de trabalhar a literatura em sala de aula, mesmo livros clássicos, por causa desse tipo de controle. “Como se os adolescentes não tivessem acesso a esses temas por outras vias que entram muito mais facilmente nas nossas casas do que o livro. E como se o ser humano não tivesse necessidade de discutir e refletir sua sexualidade”, observa.

A entrevista é conduzida pela jornalista Patrícia Bravin e tem imagens de Guga Prates e Charles Scardua, produção de Fabienne Costa e edição de Graziela Pontini e Raquel Salaroli.

Acompanhe

A entrevista com Camila Dalvi tem reprise às 18h30, 21h e 23h15 e vai ao ar pela TV Assembleia nos seguintes canais, na Grande Vitória: 3.2 (aberto e digital); 319.2 (GVT); 12 (NET); 23 (RCA) e 519.2 (Sky). Nos horários de exibição o programa também pode ser visto de qualquer lugar por meio do portal da Ales e canal da TV Assembleia no YouTube. Outras entrevistas estão disponíveis na playlist do programa

Saúde nasal: tratamentos e riscos em pauta
Comissão recebe especialista para discutir causas de congestionamento nasal e as consequências do uso inadequado de remédios
Apuração dos votos é feita em tempo real
Resultado das eleições pode ser acompanhado por aplicativos e plataforma do TSE na internet
Projeto visa recuperar direitos de servidores
Proposta assegura que o tempo de trabalho durante a crise sanitária da Covid seja contabilizado para a concessão de direitos como quinquênios e licenças-prêmio 
Homens estão entre as principais vítimas de suicídio
Morte autoprovocada é quase quatro vezes maior entre homens e a terceira principal causa de óbito na faixa de 15 a 29 anos, apontam dados oficiais
Saúde nasal: tratamentos e riscos em pauta
Comissão recebe especialista para discutir causas de congestionamento nasal e as consequências do uso inadequado de remédios
Apuração dos votos é feita em tempo real
Resultado das eleições pode ser acompanhado por aplicativos e plataforma do TSE na internet
Projeto visa recuperar direitos de servidores
Proposta assegura que o tempo de trabalho durante a crise sanitária da Covid seja contabilizado para a concessão de direitos como quinquênios e licenças-prêmio