Xambinho quer acabar com taxas do Detran

Projeto apresentado extingue pagamento, entre outros, da renovação anual do CRLV, hoje no valor de R$ 193,68

Por Marcos Bonn, com edição de Angèle Murad

Carros e moto trafegam sobre ponte
Projeto visa abolir quatro taxas pagas por proprietários de veículos / Foto: Lucas S. Costa

Tramita em urgência proposta do deputado Alexandre Xambinho (PSC) para extinguir quatro taxas cobradas pelo Detran-ES. Entre elas está a renovação anual do CRLV, fixada em 48 Valores de Referência do Tesouro Estadual (VRTEs), ou R$ 193,68 na cotação atual.  

O argumento do parlamentar é que a emissão física do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) foi substituída pela versão digital, o CRLV-e, conforme a Deliberação do Contran 180/2019. 

“Evidente que o fim do documento impresso acarreta o fim de gastos antes realizados pelos órgãos de trânsito, que iam desde o papel de impressão de documentos, custo como o envio, além, é claro, do trabalho de inúmeros servidores que faziam a impressão, reimpressão, transporte e conferência desses documentos”, defende Xambinho.

Em sessão ordinária, a matéria deve receber parecer oral das comissões de Justiça, Mobilidade Urbana e Finanças, antes de ser votada pelo Plenário.

Outras taxas

O Projeto de Lei (PL) 262/2022 também sugere o fim das cobranças pela emissão de segunda via de CRLV, no valor de R$ 161,40, e da segunda via de CRV, que custa R$ 262,26. Nesses dois casos o autor também se ampara na mesma justificativa de emissão digital dos documentos. 

Além disso, a proposta prevê o fim do pagamento pela inclusão ou baixa de gravame: R$ 209,82. O gravame consta no CRLV e significa que o automóvel está alienado por meio de financiamento. Quando o veículo é quitado, é preciso dar baixa e um novo documento é emitido. Em ambos os casos paga-se a taxa. Xambinho destaca que a mudança é incluída automaticamente no sistema. 

Para promover todas as alterações, a proposta suprime os itens 2.2, 2.4, 2.8 e 2.9 que constam na Tabela III da Lei 7.001/2001.

“Quanto ao impacto financeiro e orçamentário do projeto em tela, entendemos potencialmente mínimo, mesmo porque o Estado do Espírito Santo, por meio do Detran, já está obrigado pela Resolução 809, do Contran, a emitir os documentos por meio digital”, finaliza o autor do texto.

Tramitação

As comissões de Justiça, Mobilidade Urbana e Finanças emitirão parecer sobre a matéria.

Veja as taxas que podem ser revogadas*

  • Renovação anual de CRLV – R$ 193,68 (48 VRTEs)
  • Inclusão ou baixa de gravame – R$ 209,82 (52 VRTEs)
  • 2ª via de CRLV – R$ 161,40 (40 VRTEs)
  • 2ª via de CRV – R$ 262,2 (65 VRTEs)

*VRTE cotado em R$ 4,350 em 2022

Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros
Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH
Proposta beneficia servidores das polícias Civil, Militar, Penal, Bombeiro Militar e do Iases responsáveis pela condução de veículos dos órgãos
Reunião debate segurança em transporte escolar
Segundo advogado, motoristas de aplicativo estariam realizando transporte de estudantes de forma irregular
Deputado alerta para uso responsável de auxílio
Majeski criticou oferta de crédito consignado para o Auxílio Brasil e lembrou os altos juros cobrados nos empréstimos
Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros
Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH
Proposta beneficia servidores das polícias Civil, Militar, Penal, Bombeiro Militar e do Iases responsáveis pela condução de veículos dos órgãos
Reunião debate segurança em transporte escolar
Segundo advogado, motoristas de aplicativo estariam realizando transporte de estudantes de forma irregular