Aprovada política de saúde mental para vítimas da Covid

Matéria de Dr. Emílio Mameri demonstra preocupação com sequelas psicológicas deixadas pelo novo coronavírus

Por Marcos Bonn, com edição de Angèle Murad

Mulher sentada no chão em ambiente sem luz
Pandemia levou a distúrbios mentais / Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Os deputados aprovaram, na sessão ordinária desta quarta-feira (4), quatro matérias de autoria parlamentar. As propostas estavam em discussão única, ou seja, já haviam passado por debate nas comissões e só aguardavam a votação. Uma delas, o Projeto de Lei (PL) 572/2020, de Dr. Emílio Mameri (PSDB), cria a política estadual de atenção à saúde mental das vítimas de Covid-19. 

Álbum de fotos da sessão ordinária

Entre as ações da iniciativa está a realização de campanhas para estimular a busca por atendimento especializado na rede pública de saúde. O objetivo é mitigar sequelas psicológicas surgidas durante a pandemia. “Uma das grandes sequelas (deixadas pela Covid-19) foram os distúrbios mentais”, explicou o deputado, que também lidera uma frente parlamentar que versa sobre os problemas mentais. 

De acordo com o tucano, o confinamento adotado durante a pandemia fez aflorar problemas familiares, emocionais, “gerando alterações psíquicas importantes, depressão, aumento no número de suicídio”, destacou. A matéria segue para análise do Poder Executivo. 

Outros projetos

Do deputado Marcos Garcia (PP) o Plenário acatou o PL 921/2019, que obriga realizadores de eventos a divulgarem o número total de ingressos por lote. Já o 481/2020, de Adilson Espindula (PDT), obriga a afixação de cartazes em farmácias alertando sobre os perigos a automedicação. 

O ex-deputado e hoje prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini (Republicanos), é o autor do PL 6/2020. Pela proposição, hospitais e maternidades ficam obrigados a afixarem cartazes com informações sobre o processo de adoção. 

Veja como ficou a Ordem do Dia 

  1. Projeto de Lei 921/2019, do deputado Marcos Garcia, obrigando os sítios de venda na internet a fornecerem informações prévias sobre a quantidade de ingressos ofertados em cada lote e o período de sua disponibilidade. Aprovado; 
  2. Projeto de Lei 6/2020, do ex-deputado Delegado Lorenzo Pazolini, determinando a afixação de cartazes informativos nos hospitais no Estado sobre a legalidade da adoção. Aprovado;
  3. Projeto de Lei 481/2020, do deputado Adilson Espindula, sobre a afixação de placa informativa em farmácias e drogarias contendo advertência quanto aos riscos da automedicação em geral. Aprovado;
  4. Projeto de Lei 572/2020, iniciativa do deputado Dr. Emílio Mameri para instituir a Política Estadual de Atenção à Saúde Mental das Vítimas da Covid-19. Aprovado.
Saúde nasal: tratamentos e riscos em pauta
Comissão recebe especialista para discutir causas de congestionamento nasal e as consequências do uso inadequado de remédios
Apuração dos votos é feita em tempo real
Resultado das eleições pode ser acompanhado por aplicativos e plataforma do TSE na internet
Projeto visa recuperar direitos de servidores
Proposta assegura que o tempo de trabalho durante a crise sanitária da Covid seja contabilizado para a concessão de direitos como quinquênios e licenças-prêmio 
Homens estão entre as principais vítimas de suicídio
Morte autoprovocada é quase quatro vezes maior entre homens e a terceira principal causa de óbito na faixa de 15 a 29 anos, apontam dados oficiais
Saúde nasal: tratamentos e riscos em pauta
Comissão recebe especialista para discutir causas de congestionamento nasal e as consequências do uso inadequado de remédios
Apuração dos votos é feita em tempo real
Resultado das eleições pode ser acompanhado por aplicativos e plataforma do TSE na internet
Projeto visa recuperar direitos de servidores
Proposta assegura que o tempo de trabalho durante a crise sanitária da Covid seja contabilizado para a concessão de direitos como quinquênios e licenças-prêmio