Feminicídio: PL prevê auxílio financeiro a órfão

Favatto propõe pagamento de um salário mínimo como amparo para crianças e adolescentes que perderam suas mães

Por Gleyson Tete, com edição de Angèle Murad

Criança sozinha de costas e à frente dela roda com uma mulher e cinco crianças
Projeto estabelece condições para a manutenção do benefício / Foto: Rogério Machado/Governo Paraná

Criar um auxílio denominado “Amparo Financeiro” para crianças e adolescentes cujas mães ou mulheres responsáveis foram vítimas de feminicídio no Espírito Santo. Esse é o objetivo do Projeto de Lei (PL) 165/2022, apresentado na Assembleia Legislativa (Ales) pelo deputado Dr. Rafael Favatto (Patri).

Segundo a proposição, o auxílio terá como valor um salário mínimo e será pago até o beneficiado completar 24 anos de idade. Para ter direito, é preciso estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), comprovar residência no Estado por pelo menos seis meses e ter a guarda oficial da criança ou adolescente. 

A manutenção do benefício dependerá da verificação das seguintes condições: cumprimento do calendário nacional de vacinação e acompanhamento do estado nutricional; frequência escolar mínima de 75%; e assinatura de termo de responsabilidade por parte do representante legal do beneficiado, comprometendo-se a cumprir todas as normas e diretrizes previstas na legislação.

Na justificativa da matéria, Favatto destaca que o Brasil possui elevado número de feminicídios, com grande impacto na vida de crianças e adolescentes que, muitas vezes, até testemunharam o crime. Diante desse cenário, avalia que é preciso garantir proteção integral aos órfãos e que uma forma seria o apoio financeiro. 

Em caso de aprovação e sanção da proposta, a nova lei entra em vigor na data de sua publicação em diário oficial. 

Tramitação

O projeto foi lido na sessão ordinária do último dia 12 de março e encaminhado para as comissões de Justiça, Cidadania, Segurança, Proteção à Criança e ao Adolescente e, por fim, Finanças.

Solene homenageia defensores públicos
Sessão também foi marcada por reivindicações como melhorias estruturais, concursos e aumento no orçamento da instituição
Desabamento: Ales homenageia bombeiros
Ato foi em reconhecimento à equipe que, por 20 horas, trabalhou no resgate de vítimas de acidente ocorrido em Vila Velha, em abril
Bancos: regras de segurança serão alteradas
Proposta do governo aprovada pelos deputados adapta lei estadual à federal, contemplando cooperativas de crédito
Cariacica debate violência infantojuvenil
Foi proposto que municípios incluam em seus orçamentos recursos para construir rede integrada de atendimento
Solene homenageia defensores públicos
Sessão também foi marcada por reivindicações como melhorias estruturais, concursos e aumento no orçamento da instituição
Desabamento: Ales homenageia bombeiros
Ato foi em reconhecimento à equipe que, por 20 horas, trabalhou no resgate de vítimas de acidente ocorrido em Vila Velha, em abril
Bancos: regras de segurança serão alteradas
Proposta do governo aprovada pelos deputados adapta lei estadual à federal, contemplando cooperativas de crédito