Governo procura parcerias para o Banestes

Executivo entende que o banco precisa se adaptar às novas imposições do mercado financeiro, com foco nas inovações tecnológicas

Por João Caetano Vargas, com edição de Angèle Murad

Fachada do Banestes com vidro
PL define que a preferência na consolidação de sociedades será de startups e fintechs / Foto: Governo ES

Começou a tramitar na Assembleia Legislativa (Ales) nesta segunda-feira (16), proposta do Poder Executivo que tem o objetivo de autorizar o Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes) a constituir subsidiárias e controladas, além de permitir a participação em sociedades. De acordo com o que está disposto no Projeto de Lei (PL) 77/2022, o Executivo estadual tomou a decisão observando a necessidade de o banco se adaptar à nova realidade do mercado, observando fatores tecnológicos e seus impactos, sobretudo na economia. A matéria, que passará por análise nos colegiados de Justiça e Finanças, teve pedido de urgência aprovado pelo Plenário da Casa.

“O avanço tecnológico, que no setor privado é absorvido com muita rapidez, amplia e facilita o acesso da população a serviços financeiros, muitos inclusive passaram a ser ofertados de modo gratuito”, explica o governo na mensagem encaminhada ao Legislativo. Justamente para se adaptar a esse processo tecnológico, o PL define que a preferência na consolidação de sociedades será de startups e fintechs.

Startups e fintechs
 

De acordo com o Sebrae, a startup é “uma empresa de base tecnológica, com um modelo de negócios repetível, escalável e sustentável, que vive em um cenário de riscos e incertezas”. O órgão explica que, para ser considerada uma startup, é preciso que a empresa tenha uma proposta de negócio inovadora e com grande potencial de crescimento. As fintechs seguem o mesmo modelo, mas são focadas exclusivamente em soluções para o mercado financeiro, com o desenvolvimento e oferta de produtos totalmente digitais.

Perda de receitas

O governo admite que a imposição tecnológica ampliou a concorrência das instituições financeiras. “É fato que a multiplicidade de novos negócios criados ou remodelados tecnologicamente gerou uma perda de receita aos prestadores de serviços financeiros tradicionais, dentre eles o Banestes, sendo necessário buscar meios e caminhos mais inovadores para fortalecer o crescimento, através de identificação de sinergias operacionais, atração e retenção de talentos focando a perenidade e crescimento dos negócios”, conclui o governo.

Dentre os aspectos a serem observados na escolha dos negócios, o Executivo aponta a “criação de valor de fonte estável de receitas, dinamização operacional, expansão dos negócios e abrangência do mercado de atuação”. A matéria define ainda que as medidas propostas serão submetidas à aprovação do Conselho de Administração da instituição e deverão estar alinhadas com o plano de negócios da sociedade ou de suas respectivas subsidiárias. 

Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros
Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH
Proposta beneficia servidores das polícias Civil, Militar, Penal, Bombeiro Militar e do Iases responsáveis pela condução de veículos dos órgãos
Reunião debate segurança em transporte escolar
Segundo advogado, motoristas de aplicativo estariam realizando transporte de estudantes de forma irregular
Deputado alerta para uso responsável de auxílio
Majeski criticou oferta de crédito consignado para o Auxílio Brasil e lembrou os altos juros cobrados nos empréstimos
Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros
Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH
Proposta beneficia servidores das polícias Civil, Militar, Penal, Bombeiro Militar e do Iases responsáveis pela condução de veículos dos órgãos
Reunião debate segurança em transporte escolar
Segundo advogado, motoristas de aplicativo estariam realizando transporte de estudantes de forma irregular