Ato confirma fim das sessões virtuais e híbridas

A partir de segunda (18), sessões plenárias e reuniões de comissões serão exclusivamente presenciais 

Por João Caetano Vargas, com edição de Angèle Murad

Três pessoas sentadas atrás de mesa, e à frente delas várias pessoas sentadas em auditório
Medida abrange os encontros dos colegiados permanentes e temporários / Foto: Ana Salles

Em março de 2020 teve início a escalada da pandemia do movo coronavírus no Brasil, alterando a rotina de milhões de brasileiros. De lá pra cá a Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales) alterou algumas vezes a modalidade dos trabalhos legislativos entre presencial, virtual e híbrido. A Mesa Diretora da Casa publicou, no Diário do Poder Legislativo desta quarta-feira (13), medida revogando o ato que permitia a realização de sessões e comissões nas modalidades híbrida e virtual.

O Ato 2163/2022 torna sem efeito o Ato 2135/2022, que regulamentava o funcionamento das sessões e comissões do Parlamento. A medida entra em vigor logo após o feriado da Semana Santa, na próxima segunda-feira (18). Com a revogação do ato, todas as sessões e reuniões de colegiados deverão ser realizadas exclusivamente de maneira presencial.

Requerimento

A medida decretada nesta quarta-feira é decorrente de um requerimento feito pelo deputado Sergio Majeski (PSDB) e acatado pelos parlamentares durante a sessão ordinária da última segunda-feira (11). “Não tem mais lógica a gente continuar com sessões híbridas quando toda a sociedade voltou a trabalhar normalmente, não tem mais uso de máscaras e o índice de vacinação é altíssimo”, argumentou o tucano na ocasião. 

Linha do tempo

O presidente do Legislativo, deputado Erick Musso (Republicanos), anunciou no dia 17 de março de 2020 a suspensão das sessões ordinárias e comissões da Ales por conta da pandemia. No dia 26 de março, a Mesa Diretora publicou ato regulamentando a realização das sessões no formato virtual. Na mesma edição do Diário do Legislativo também foi publicada medida instituindo comissões especiais para avaliarem e darem pareceres sobre projetos de relevante interesse público.

Já no dia 27 de março, ocorreu a primeira sessão virtual do Legislativo capixaba, na qual os deputados pela primeira vez deliberaram sobre as matérias por meio de uma videoconferência.

O funcionamento da Casa seguiu sendo regrado pela evolução e recuo das infecções e óbitos em decorrência da crise sanitária. No dia 9 de setembro de 2020, a Mesa Diretora instaurou, por norma, a realização das sessões no formato híbrido, modelo pelo qual parlamentar poderia optar em participar presencial ou virtualmente. O ato também disciplinava as ações a serem adotadas por todos os servidores que estivessem trabalhando no formato presencial.

As comissões permanentes e temporárias só voltaram a funcionar no formato presencial no dia 16 de junho de 2021. O ato que regulamentou a decisão, porém, facultava ao presidente do colegiado ou ao proponente da reunião a decisão sobre o formato a ser adotado, podendo ser presencial, virtual ou híbrido.

A partir desse momento, os trabalhos parlamentares passaram a funcionar nas três modalidades, de acordo com a escolha de cada deputado, até a revogação, nesta quarta-feira, do Ato 2135/2022, publicado na última semana com a manutenção do funcionamento das atividades parlamentares nos três formatos.

Projeto de resolução

Ainda sobre a pauta, tramita na Casa o Projeto de Resolução (PR) 13/2021, iniciativa do deputado Gandini (Cidadania) para regulamentação definitiva no Parlamento capixaba do funcionamento de sessões e comissões em formatos variados e facultativos. A matéria foi acolhida na Comissão de Justiça e ainda será avaliada pela Mesa Diretora antes de ser votada pelo Plenário.

PLs incluem estradas do sul em plano estadual
Quatro vias em Cachoeiro, uma em Alegre e outra em Vargem Alta podem passar a fazer parte da malha rodoviária estadual
Doutor Hércules alerta para risco da diabetes
Parlamentar repercutiu, na sessão, dado da Sociedade Brasileira de Angiologia sobre amputação em decorrência da doença 
PLC fixa número de policiais por habitante
Proposta começou a tramitar na sessão ordinária desta quarta, quando também foi lido projeto que reduz o ICMS da gasolina
Farmácias seguem tendo que informar sobre ofertas
Ales manteve veto do governo a projeto que desobriga segmento farmacêutico de informar ao consumidor comparativo com o preço anterior ao promocional
PLs incluem estradas do sul em plano estadual
Quatro vias em Cachoeiro, uma em Alegre e outra em Vargem Alta podem passar a fazer parte da malha rodoviária estadual
Doutor Hércules alerta para risco da diabetes
Parlamentar repercutiu, na sessão, dado da Sociedade Brasileira de Angiologia sobre amputação em decorrência da doença 
PLC fixa número de policiais por habitante
Proposta começou a tramitar na sessão ordinária desta quarta, quando também foi lido projeto que reduz o ICMS da gasolina