Assembleia aprova três projetos na área da educação

Iniciativas tratam de climatização das escolas, aumento de vagas no Conselho de Educação e sobre educação financeira

Por Gleyson Tete

Sessão ordinária
Sessão desta terça (12) na Ales / Foto: Ellen Campanharo

Três proposições voltadas para o campo educacional foram acatadas pelos parlamentares na sessão ordinária híbrida da Assembleia Legislativa (Ales) desta terça-feira (12). As matérias versam a respeito de climatização nas escolas, ampliação de vagas no Conselho Estadual de Educação (CEE) e de criação de semana de educação financeira.

A primeira proposta acolhida foi o Projeto de Lei (PL) 142/2022, de Theodorico Ferraço (PP), que inclui a instalação de aparelhos de ar-condicionado nas planilhas orçamentárias de licitações para obras de escolas públicas estaduais e fixa o prazo de dois anos para a implantação desses equipamentos nas unidades de ensino

Tramitando em regime de urgência, a iniciativa já havia recebido parecer favorável das comissões de Justiça e Educação, faltando apenas a de Finanças. Freitas (PSB) fez um relatório pela aprovação e destacou que o projeto não trazia impacto financeiro para o Estado. O relatório foi seguido pelos pares e depois ratificado pelo Plenário da Casa. 

Falando a respeito da proposição, Sergio Majeski (PSDB) ressaltou que lutava há muito tempo pela climatização das escolas, mas que acreditava que o Executivo iriar vetar iniciativas neste sentido e que por isso optou por representar junto ao Ministério Público estadual (MPES) e ao Tribunal de Contas (TCE-ES) para que eles cobrem do governo do Estado celeridade no cumprimento dessa questão. 

O tucano frisou que tanto o Plano Nacional de Educação quanto o Estadual preveem ambientes com temperaturas adequadas para professores e alunos. “Já visitei mais 300 escolas e boa parte não tem (climatização). Tem algumas salas que são verdadeiras estufas e que prejudicam o ensino, a aprendizagem e a saúde de alunos e professores”, enfatizou.

Conselho

Outra proposta aprovada como urgência – com 22 votos a favor e nenhum contrário – foi o Projeto de Lei Complementar (PLC) 17/2022, de Vandinho Leite (PSDB), que redefine a composição do Conselho Estadual de Educação (CEE), aumentando de 16 para 18 o número de integrantes do colegiado. Uma das vagas é de livre escolha do governador e a outra destinada a representante do Sindicato dos Auxiliares de Administração Escolar do Espírito Santo (SindEducação/ES).

Na reunião conjunta das comissões de Justiça, Educação e Finanças o deputado Gandini (Cidadania) emitiu parecer oral pela constitucionalidade e aprovação. O relatório foi acolhido pelos membros de todos os colegiados e depois pelo conjunto dos parlamentares. 

Após a votação Vandinho fez a justificativa de voto. Ele agradeceu aos colegas pelo apoio e explicou que os sindicatos dos proprietários de escolas e dos professores possuíam assento no conselho, mas o que representava os demais profissionais da educação, cerca de 10 mil trabalhadores, ainda não. “O objetivo é fazer uma adequação e corrigir essa questão. (...) O SindEducação tem feito um trabalho importante e tem representatividade”, ponderou.  

Educação financeira

Por fim, o Plenário aprovou, de forma conclusiva, o PL 794/2021, de Luiz Durão (PDT), que acrescenta item ao anexo único da Lei 11.212/2020, instituindo a Semana Estadual de Educação Financeira, a ser realizada, anualmente, na última semana do mês de maio. A finalidade é inserir a semana no calendário oficial de eventos do Espírito Santo e que durante a citada semana sejam realizadas atividades de divulgação de educação financeira por meio de palestras, cartilhas, panfletos, dentre outras.

Com a aprovação das três matérias na Ales, todas seguem agora para sanção ou veto do governador Renato Casagrande (PSB). 

Confira como ficou a Ordem do Dia:

1. Projeto de Lei (PL) 905/2019, de Vandinho Leite (PSDB), que determina a responsabilidade administrativa e o dever de indenizar das empresas de transporte público coletivo que forem vitimados por crimes contra o patrimônio no âmbito do Estado do Espírito Santo. Prazo em Mobilidade Urbana;
2. Projeto de Lei Complementar (PLC) 15/2022, de Sergio Majeski (PSDB), que altera a Lei Complementar (LC) 971/2021, que regulamenta o § 10 do artigo 229 da Constituição Estadual para tornar obrigatória a possibilidade de realização das reservas das passagens por telefone e pela internet. Prazo em Finanças;
3. Projeto de Lei Complementar (PLC) 06/2022, de Sergio Majeski, que altera a Lei Complementar (LC) 971/2021, que regulamenta o § 10 do art. 229 da Constituição Estadual, para tornar obrigatória a fixação de cartazes ou placas nos terminais, postos de venda e no interior dos veículos, informando sobre os benefícios garantidos pela Lei Complementar. Prazo em Finanças;
4. Projeto de Lei (PL) 142/2022, de Theodorico Ferraço (PP), que estabelece no Estado a obrigatoriedade de constar a instalação de aparelhos de ar-condicionado nas planilhas orçamentárias que instruem os processos licitatórios das obras das escolas públicas estaduais, bem como fixa prazo para a instalação de aparelhos de ar condicionado nas escolas públicas estaduais em funcionamento, na forma que especifica. Aprovado;
5. Projeto de Lei Complementar (PLC) 17/2022, de Vandinho Leite (PSDB), que altera a Lei Complementar (LC) 401/2007, que define o caráter do Conselho Estadual de Educação (CEE) e suas competências. Aprovado com 22 votos a favor;
6. Projeto de Lei Complementar (PLC) 40/2021, de Bruno Lamas (PSB), que altera a redação da Lei Complementar (LC) 928/2019, que estabeleceu diretrizes para a oferta de Educação em Tempo Integral nas Escolas Públicas Estaduais. Baixado de pauta a pedido do autor;
7. Projeto de Lei (PL) 794/2021, de Luiz Durão (PDT), que acrescenta item ao Anexo Único da Lei 11.212/2020, instituindo a Semana Estadual de Educação Financeira, a ser realizada, anualmente, na última semana do mês de maio. Aprovado.
 

PLs incluem estradas do sul em plano estadual
Quatro vias em Cachoeiro, uma em Alegre e outra em Vargem Alta podem passar a fazer parte da malha rodoviária estadual
Doutor Hércules alerta para risco da diabetes
Parlamentar repercutiu, na sessão, dado da Sociedade Brasileira de Angiologia sobre amputação em decorrência da doença 
PLC fixa número de policiais por habitante
Proposta começou a tramitar na sessão ordinária desta quarta, quando também foi lido projeto que reduz o ICMS da gasolina
Farmácias seguem tendo que informar sobre ofertas
Ales manteve veto do governo a projeto que desobriga segmento farmacêutico de informar ao consumidor comparativo com o preço anterior ao promocional
PLs incluem estradas do sul em plano estadual
Quatro vias em Cachoeiro, uma em Alegre e outra em Vargem Alta podem passar a fazer parte da malha rodoviária estadual
Doutor Hércules alerta para risco da diabetes
Parlamentar repercutiu, na sessão, dado da Sociedade Brasileira de Angiologia sobre amputação em decorrência da doença 
PLC fixa número de policiais por habitante
Proposta começou a tramitar na sessão ordinária desta quarta, quando também foi lido projeto que reduz o ICMS da gasolina