Governo muda tabela de carreira do Idaf e do Iema

Executivo enviou alteração no subsídio da carreira de tecnólogo em saneamento ambiental dos dois órgãos 

Por Titina Cardoso, com edição de Angèle Murad

Fachada em vidro com placa onde está escrito Idaf
Projeto unifica a carreira nos dois órgãos, igualando os valores inicial e final do cargo / Foto: Governo do Estaod

O governador Renato Casagrande (PSB) enviou projeto de lei – PL 117/2022 – para atualizar a tabela de subsídio das carreiras de tecnólogo em saneamento ambiental do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) e do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema). 

Se o projeto for aprovado pelos parlamentares, os efeitos serão retroativos a 1º de fevereiro. Além disso, fica garantido aos servidores o reajuste de 6% aprovado em fevereiro (Lei 11.525/2022). 

A tabela de subsídios da carreira de tecnólogo em saneamento ambiental nos dois órgãos fica unificada com a proposta enviada pelo Executivo. Atualmente, o valor da remuneração para a mesma carreira no Idaf e no Iema é diferente. 

No início de carreira, hoje, o tecnólogo em saneamento ambiental do Idaf tem remuneração de R$ 4.490,46. Já no Iema, é de R$ 4.599,13. Com a unificação e atualização da tabela, o valor inicial passa para R$ 5.272,50. 

No final da carreira, o cargo do Idaf recebe, atualmente, R$ 9.021,78 e o do Iema, R$ 9.240,10. O projeto enviado pelo governo mantém o valor final do Iema (R$ 9.240,10) estendendo-o para o cargo equivalente do Idaf. 

Na justificativa do projeto, o governador diz que a alteração na tabela acarretará em despesas de R$ 218,7 mil em 2022, R$ 238,6 mil em 2023 e em 2024. 

Projeto visa recuperar direitos de servidores
Proposta assegura que o tempo de trabalho durante a crise sanitária da Covid seja contabilizado para a concessão de direitos como quinquênios e licenças-prêmio 
Homens estão entre as principais vítimas de suicídio
Morte autoprovocada é quase quatro vezes maior entre homens e a terceira principal causa de óbito na faixa de 15 a 29 anos, apontam dados oficiais
"Cola" é recurso para ajudar eleitor a votar
Anotar os números dos candidatos diminui consideravelmente chance de erros na hora da votação e contribui para agilizar processo
PEC da Polícia Científica começa a tramitar
Iniciativa desvincula os peritos da PCES, reforçando autonomia e independência da categoria. Cinco emendas já foram apresentadas à proposta
Projeto visa recuperar direitos de servidores
Proposta assegura que o tempo de trabalho durante a crise sanitária da Covid seja contabilizado para a concessão de direitos como quinquênios e licenças-prêmio 
Homens estão entre as principais vítimas de suicídio
Morte autoprovocada é quase quatro vezes maior entre homens e a terceira principal causa de óbito na faixa de 15 a 29 anos, apontam dados oficiais
"Cola" é recurso para ajudar eleitor a votar
Anotar os números dos candidatos diminui consideravelmente chance de erros na hora da votação e contribui para agilizar processo