PDL susta portaria que elevou tarifa de ônibus

Passagem regular do Transcol aumentou 5% em janeiro, passando de R$ 4,00 para R$ 4,20 de segunda a sábado

Por Titina Cardoso, com edição de Angèle Murad

Mão segura cartão do Transcol próximo à máquina de leitura de cartões, dentro do ônibus
Von destaca crise econômica e falta de debate para propor anulação de ato / Foto: Lucas S. Costa

O Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 3/2022 susta os efeitos da Portaria 1-S, de 7 de janeiro deste ano, da Secretaria de Estado de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi). Esse ato administrativo elevou o valor das passagens do Transcol, sistema de transporte coletivo que atende à Região Metropolitana da Grande Vitória. 

A tarifa regular, que custava R$ 4,00, teve um aumento de 5%, passando para R$ 4,20. O valor  com desconto aos domingos foi de R$ 3,50 para R$ 3,65 (aumento de 4,3%) e o do Serviço de Transporte de Ciclista por Ônibus (Bike GV) aumentou de R$ 2,00 para R$ 2,10 (acréscimo de 5%).

O proponente da iniciativa para sustar o aumento das passagens é o deputado Carlos Von (Avante). O parlamentar alega que o reajuste das tarifas “causa prejuízos aos capixabas, que já sofrem com o aumento dos valores dos pedágios da Terceira Ponte e da Praça Praia Sol, bem como com o aumento do IPVA anunciado pelo governador”. 

Von destaca, ainda, que os capixabas vêm sofrendo os efeitos de uma crise econômica causada pela pandemia de Covid-19 e que não houve debate sobre o aumento das tarifas. “Em momento algum houve debate público, até mesmo pelo período de verão e festas de fim de ano, onde há recesso das instituições e férias na sociedade civil, o que por si só fundamentaria um excelente marco para as tratativas do Poder Executivo com a sociedade, com vistas a chegarem num consenso acerca do valor da tarifa”, defende.  

Tramitação

A proposta foi lida no Expediente da sessão ordinária desta segunda-feira (7) e encaminhada para análise das comissões de Justiça e Finanças. O requerimento de urgência apresentado pelo autor da iniciativa acabou sendo rejeitado por 21 votos contra e 7 favoráveis à tramitação mais rápida da matéria. 

Deputados: Carlos Von
Proposta homenageia escritor capixaba
Iniciativa declara Amâncio Pinto Pereira patrono da Educação no Espírito Santo e busca dar visibilidade à produção literária do capixaba
Bancos de leite amparam mulheres na amamentação
Além de prover bebês internados com o leite doado, essas instituições também orientam mães no aleitamento  
Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros
Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH
Proposta beneficia servidores das polícias Civil, Militar, Penal, Bombeiro Militar e do Iases responsáveis pela condução de veículos dos órgãos
Proposta homenageia escritor capixaba
Iniciativa declara Amâncio Pinto Pereira patrono da Educação no Espírito Santo e busca dar visibilidade à produção literária do capixaba
Bancos de leite amparam mulheres na amamentação
Além de prover bebês internados com o leite doado, essas instituições também orientam mães no aleitamento  
Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros