PL alerta para acidente com animal peçonhento

Projeto de lei de Espindula inclui semana de prevenção no calendário de eventos do Estado

Por Silvia Magna, com edição de Angèle Murad

Escorpião em cima de telha
Objetivo é orientar quanto aos procedimentos e locais de atendimento em caso de picada / Foto: Prefeitura de São Pedro/SP

Com o objetivo de alertar sobre acidentes com animais peçonhentos, o deputado Adilson Espindula (PTB) apresentou proposta para instituir semana de prevenção no calendário do Estado. Para a realização do evento, o Projeto de Lei (PL) 20/2022 propõe a semana do dia 19 de setembro, data que marca o Dia Internacional de Atenção aos Acidentes Ofídicos.

A ideia é conscientizar a população sobre atitudes que coíbem o ataque de animais como cobras, escorpiões, aranhas, abelhas, vespas, lacraias. A picada desses e outros animais pode ocasionar sintomas como alergias, hemorragias, infecções, mau funcionamento dos rins, necrose de tecidos, amputação e até a morte.

Segundo o deputado, dados da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) apontaram que 791 capixabas foram picados por algum tipo de animal peçonhento nos últimos seis meses de 2021. Dessas pessoas, 379 foram atacadas por escorpiões, 168 por aranhas e 244 por cobras. 

“Os acidentes por animais peçonhentos, especialmente os acidentes ofídicos (cobras), foram incluídos pela OMS (Organização Mundial da Saúde) na lista das doenças tropicais negligenciadas que acometem, na maioria das vezes, populações que vivem em áreas rurais. A medida ajuda a traçar estratégias e ações para prevenir esse tipo de acidente”, afirma o autor da matéria.

Espindula alega que, embora o Brasil seja um dos maiores produtores de soro antiofídico do mundo, a prevenção ainda é a maneira mais eficaz para combater esse tipo de acidente. Para o deputado, é importante educar a população quanto aos procedimentos corretos em caso de picadas e informar os locais onde receber o soro em cada região capixaba. 

O PL 20/2022 altera a Lei 11.212/2020, que rege datas comemorativas, relevantes e de interesse público no Espírito Santo. O projeto será analisado pela Comissão de Justiça de forma terminativa, conforme estabelece o Regimento Interno da Assembleia Legislativa. 

Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros
Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH
Proposta beneficia servidores das polícias Civil, Militar, Penal, Bombeiro Militar e do Iases responsáveis pela condução de veículos dos órgãos
Reunião debate segurança em transporte escolar
Segundo advogado, motoristas de aplicativo estariam realizando transporte de estudantes de forma irregular
Deputado alerta para uso responsável de auxílio
Majeski criticou oferta de crédito consignado para o Auxílio Brasil e lembrou os altos juros cobrados nos empréstimos
Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros
Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH
Proposta beneficia servidores das polícias Civil, Militar, Penal, Bombeiro Militar e do Iases responsáveis pela condução de veículos dos órgãos
Reunião debate segurança em transporte escolar
Segundo advogado, motoristas de aplicativo estariam realizando transporte de estudantes de forma irregular