Chuvas: Ales arrecada doações para atingidos

Campanha lançada nesta segunda-feira (10) segue até sexta; população pode ajudar com alimentos, produtos de higiene, limpeza e outros donativos

Por Larissa Lacerda, com edição de Nicolle Expósito | Atualizado há 7 meses

Sacos com alimentos dispostos sobre mesas na entrada do prédio da Assembleia Legislativa
Assembleia Legislativa já realizou outras campanhas para apoiar população que precisa de ajuda / Foto: Lucas S. Costa/Arquivo

A Assembleia Legislativa (Ales) se mobiliza para tentar minimizar os impactos das fortes chuvas no Espírito Santo. O Parlamento capixaba organizou uma campanha de arrecadação de donativos para ajudar as famílias atingidas. Estão sendo recolhidas doações de alimentos não perecíveis, água mineral, artigos de higiene pessoal e de limpeza, roupas e colchões. As doações podem ser entregues no térreo da Assembleia Legislativa até a próxima sexta-feira (14), das 12 às 18 horas.

A iniciativa também tem o intuito de arrecadar móveis e colchões para as vítimas que tiveram suas casas atingidas. Os interessados em doar esses itens, podem ligar no telefone da Assembleia Legislativa (3382-3500) para solicitar a retirada em domicílio.

O presidente da Mesa Diretora, deputado Erick Musso (Republicanos), anunciou na segunda-feira (10), em suas redes sociais, o início da campanha para ajudar os atingidos pelas chuvas. O parlamentar disse ainda que a Casa está à disposição da Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes)  e das cidades que necessitarem de apoio. “A Assembleia está atenta às fortes chuvas e pronta para ser convocada extraordinariamente se necessário for para ajudar os capixabas. Estamos ao lado de nossa população nesse difícil momento.”, declarou Musso.

Nesta segunda-feira o presidente fez convocação de sessão extraordinária para votar projeto que reconhece a ocorrência do estado de calamidade pública em São José do Calçado, um dos municípios atingidos pelas fortes chuvas.

Estragos

Desde o último sábado (8), cidades das regiões sul e centro serrana do estado foram atingidas por alagamentos e deslizamentos, sendo que muitas pessoas tiveram que deixar suas casas. De acordo com o último boletim da Defesa Civil do Estado divulgado nesta terça-feira (11), ao todo, são 1.378 desalojados e 367 desabrigados nos municípios de Castelo, Bom Jesus do Norte, Afonso Cláudio, Alegre, Muqui, Mimoso do Sul e Apiacá. Os atingidos foram encaminhados para casas de amigos e parentes, ou abrigos temporários.

De acordo com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), o risco de chuva forte e volumosa segue nesta segunda-feira nas regiões sul e serrana do Estado.

Solidariedade

Não é a primeira vez que a Assembleia se mobiliza em campanhas de solidariedade. Em janeiro de 2020, o Parlamento arrecadou mais de 100 toneladas de doações de alimentos, roupas e itens de higiene para ajudar  as vítimas das chuvas que atingiram o estado no final de 2019.

Já em 2021, a Assembleia realizou uma campanha contra a fome na pandemia. A ação arrecadou donativos a famílias em situação de vulnerabilidade.

Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros
Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH
Proposta beneficia servidores das polícias Civil, Militar, Penal, Bombeiro Militar e do Iases responsáveis pela condução de veículos dos órgãos
Reunião debate segurança em transporte escolar
Segundo advogado, motoristas de aplicativo estariam realizando transporte de estudantes de forma irregular
Deputado alerta para uso responsável de auxílio
Majeski criticou oferta de crédito consignado para o Auxílio Brasil e lembrou os altos juros cobrados nos empréstimos
Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros
Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH
Proposta beneficia servidores das polícias Civil, Militar, Penal, Bombeiro Militar e do Iases responsáveis pela condução de veículos dos órgãos
Reunião debate segurança em transporte escolar
Segundo advogado, motoristas de aplicativo estariam realizando transporte de estudantes de forma irregular