Projeto define piso salarial para assistentes sociais

Autor do projeto, Bruno Lamas observa que ainda não há salário profissional unificado no país

Por Gabriela Zorzal, com edição de Nicolle Expósito

Assistente social preenche ficha durante atendimento a cidadão
Trabalho de assistentes sociais está relacionado à execução de políticas públicas / Foto: Prefeitura de Marituba/PA

O deputado Bruno Lamas (PSB) quer estabelecer piso salarial para os assistentes sociais que atuam no Espírito Santo. O PL 782/2021 fixa o salário profissional em R$ 3.500 para uma jornada de trabalho de 30 horas semanais. A matéria será analisada pelas comissões de Justiça, Cidadania e Finanças.

Na justificativa do projeto, o parlamentar explica que atualmente o salário médio desses profissionais é variável no país, com números entre R$ 1.485 e R$ 3.586. “É preciso manter minimamente a valorização dos assistentes sociais, que desempenham um papel fundamental na vida de toda a sociedade”, aponta.

Lamas ainda exemplifica a importância da atuação dos assistentes sociais. “Esse profissional é responsável pelo planejamento e execução de políticas públicas, ajudando a garantir o acesso da população à previdência social, habitação, saúde, educação, entre outros. Além disso, eles observam as condições de vida da população para orientar as pessoas ou grupos sobre como obter informações, como acessar seus direitos e sobre serviços para atender às suas necessidades sociais”, explica o deputado. 

Deputados: Bruno Lamas
Orçamento 2023 recebe 971 emendas
Comissão de Finanças terá até dia 7 de dezembro para acatar ou rejeitar as sugestões feitas à peça
Próximo governo: policiais reforçam demandas
Em reunião na Ales, eles disseram esperar que o governador reeleito atenda pleitos apresentados durante campanha eleitoral
Chuvas: Ales sinaliza apoio aos municípios
Legislativo coloca-se pronto para atender e ratificar situações oficiais de calamidade pública, permitindo agilidade no repasse de recursos estaduais 
Bahiense quer prevenção a novos atentados em escolas
Presidente da Comissão de Proteção à Criança e ao Adolescente propõe medidas de segurança, como botão de pânico, câmeras de monitoramento e vigilância armada
Orçamento 2023 recebe 971 emendas
Comissão de Finanças terá até dia 7 de dezembro para acatar ou rejeitar as sugestões feitas à peça
Próximo governo: policiais reforçam demandas
Em reunião na Ales, eles disseram esperar que o governador reeleito atenda pleitos apresentados durante campanha eleitoral
Chuvas: Ales sinaliza apoio aos municípios
Legislativo coloca-se pronto para atender e ratificar situações oficiais de calamidade pública, permitindo agilidade no repasse de recursos estaduais