Majeski comemora bônus para professores

Deputado sugeriu que benefício contemple todos os servidores que atuam na área da educação

Por Aldo Aldesco, com edição de Nicolle Expósito

Deputado Sergio Majeski discursa na tribuna do plenário
Majeski apresentou indicação para pagamento de abono para servidores da educação, saúde e segurança / Foto: Ellen Campanharo

Abono de final de ano e bônus do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) aos profissionais da educação do estado estiveram na pauta do discurso do deputado Sergio Majeski (PSB) nesta terça-feira (7), durante sessão extraordinária híbrida da Assembleia Legislativa (Ales).

Majeski lembrou a indicação feita por ele ao governo do Estado para concessão de abono de final de ano para os trabalhadores das áreas da saúde e segurança. O deputado disse ter ficado parcialmente feliz porque o governo anunciou um bônus para os servidores da educação e um abono para os trabalhadores da saúde, mas revelou descontentamento por a medida não contemplar servidores da área da segurança. “Não vou dizer que o governo atendeu um pedido meu, mas ajudamos a provocar o governo nesse sentido”, relativizou.

Complemento

Sobre o bônus para a educação, o deputado observou que o recurso vem do Fundeb, valores que são distribuídos para o estado e municípios para atender exigências de investimento mínimo de 70% com pagamento de pessoal. O deputado elogiou o governo a respeito da origem do bônus, que não foi do cofre do Estado, mas do Fundeb.

Entretanto, disse que o bônus contemplará somente os professores que estão em sala de aula (professor, pedagogo, coordenador e diretor). “Não alcança os funcionários das superintendências, que são professores, e os funcionários da Sedu. Ficam de foram também os agentes de suporte de escola, auxiliares de secretaria. A escola é um conjunto, ela não funciona completamente se não for o trabalho de todos ao mesmo tempo. E também ficam de fora os aposentados”, explicou o deputado.

Majeski sugeriu que o bônus do Fundeb seja estendido a todos os profissionais da educação e que seja dado um abono para os aposentados em janeiro do ano que vem, já que a lei não permite para este ano. O deputado ainda reforçou a reivindicação para que seja concedido abono para os profissionais da segurança. 

Marino presta contas de trabalho à frente da Sesa
Em audiência, secretário de Saúde em exercício falou sobre pandemia, imunização contra Covid e outras doenças, investimentos públicos e judicialização
Lei põe fim aos fogos de artifício barulhentos
Além dessa norma, foram promulgadas leis sobre sessões de cinema inclusivas e oferta gratuita de perucas a pacientes de quimioterapia e radioterapia
Orçamento 2023 recebe 971 emendas
Comissão de Finanças terá até dia 7 de dezembro para acatar ou rejeitar as sugestões feitas à peça
Chocolate é o tema do novo Sabores
Destaque fica para o “bean to bar”, conceito que simboliza a preocupação com o sabor do cacau e a sustentabilidade
Marino presta contas de trabalho à frente da Sesa
Em audiência, secretário de Saúde em exercício falou sobre pandemia, imunização contra Covid e outras doenças, investimentos públicos e judicialização
Lei põe fim aos fogos de artifício barulhentos
Além dessa norma, foram promulgadas leis sobre sessões de cinema inclusivas e oferta gratuita de perucas a pacientes de quimioterapia e radioterapia
Orçamento 2023 recebe 971 emendas
Comissão de Finanças terá até dia 7 de dezembro para acatar ou rejeitar as sugestões feitas à peça