Saneamento na Grande Terra Vermelha em debate

Moradores de região de Vila Velha obtiveram a garantia da Cesan de que não arcarão com os custos de ligação do esgoto doméstico à rede coletora

Por Wanderley Araújo, com edição de Angèle Murad | Atualizado há 1 mês

Sete pessoas sentadas atrás mesa; no painel mapa do ES e dados da Cesan
Em audiência da Comissão de Saúde, líderes comunitários pediram a contratação de mão de obra local / Foto: Eliel Ximenes

Os moradores da Região 5 de Vila Velha (Grande Terra Vermelha) não arcarão com os custos de ligações residenciais ao sistema de coleta de esgoto. A garantia foi dada pelo diretor de Operações da Cesan, Luiz Cláudio Victor Rodrigues, após questionamentos feitos em audiência pública da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa (Ales) realizada na noite de quarta-feira (1º) na Câmara de Vila Velha. As obras deverão ser iniciadas no primeiro semestre de 2022.

Líderes comunitários da região também pediram a contratação de mão de obra local para executar os serviços de implantação do sistema de esgotamento sanitário como forma de gerar emprego e renda. O diretor da Cesan afirmou que esse procedimento já vem sendo adotado em outras localidades onde a Cesan está implantando ou ampliando a rede de esgoto. 

Segundo ele, na Grande Terra Vermelha não será diferente, pois haverá o cadastramento de trabalhadores da construção civil que moram na localidade para a implantação do sistema de esgoto, que terá 184 quilômetros de rede. 

Agência e tarifa social

Rodrigues prometeu, ainda, levar à diretoria comercial da empresa pedido do líder comunitário Marcelinho Costa no sentido de que seja instalada em Terra Vermelha uma agência da Cesan. 

Costa disse que será muito útil uma unidade de atendimento ao público na região, que dispõe hoje, segundo ele, mais de 100 mil moradores, contingente populacional superior a boa parte da maioria das cidades do interior capixaba. 

Outra líder comunitária, Inês Simon, fez apelo para que os moradores de Terra Vermelha a serem beneficiados pelo sistema de coleta e tratamento de esgoto possam ter direito à tarifa social da Cesan. O diretor da empresa explicou que a tarifa é um direito garantido por lei; sendo assim, todos os moradores cadastrados em programas social como o Bolsa Família têm direito à tarifa social, com descontos que chegam a 60% sobre o valor da conta de luz e água e esgoto. 

Nova ETE

O diretor da Cesan explicou que a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Grande Terra Vermelha, que será construída junto à atual ETE Ulisses Guimarães, processará o esgoto coletado na localidade e também os afluentes vindos de locais como Ponta da Fruta, Barra do Jucu, Morada do Sol, Interlagos e Recanto da Sereia. 

A nova ETE terá capacidade de tratar 150 litros por segundo, bem superior à capacidade da Ulisses Guimarães, que é de aproximadamente 30 litros por segundo. 

Conforme Rodrigues, a estação contará com tecnologia de ponta utilizada no país para o processamento de esgoto, inclusive com instalação de placas fotovoltaicas, o que a tornará autossuficiente na geração de energia solar, favorecendo a sustentabilidade ambiental. 

De acordo com a Cesan, os investimentos na região somam R$ 220 milhões contraídos junto ao Banco Mundial. Haverá ainda a construção do emissário do Rio Jucu, que receberá o esgoto tratado. 

O presidente da Comissão de Saúde, deputado Doutor Hercules (MDB), citou a importância dos investimentos que prometem universalizar a coleta e tratamento de esgoto em toda a cidade de Vila Velha. 

“O governo está investindo R$ 1,4 bilhão nessas obras, são recursos que superam todo o orçamento da própria Vila Velha. O saneamento promove o desenvolvimento, valoriza os imóveis, e as pessoas passam a ter mais saúde, contraindo menos doenças porque o esgoto passa a ser coletado e tratado”, destacou. 

O vereador de Vila Velha Joel Rangel (PTB), que solicitou a realização da audiência pela Comissão de Saúde da Ales, disse que o encontro foi importantem porque esclareceu dúvidas dos moradores da Grande Terra Vermelha. 

Comissões: Saúde
Conheça os caminhos até a proposição virar lei
Do protocolo à publicação no diário oficial, é necessário seguir algumas formalidades
Na era digital, bibliotecas preservam conhecimento
Mesmo com avanço da tecnologia, espaços físicos preservam acervo sendo referência para pesquisas e estímulo ao hábito da leitura
Saiba mais sobre os tipos de proposição
PEC, projeto de lei, projeto de resolução. Essas são algumas das proposições que tramitam na Ales. Veja a diferença entre elas e em quais situações se aplicam
Covid: projeto cria data para lembrar vítimas
Objetivo é recordar as mortes e prestar solidariedade às pessoas que convivem com as sequelas da doença
Conheça os caminhos até a proposição virar lei
Do protocolo à publicação no diário oficial, é necessário seguir algumas formalidades
Na era digital, bibliotecas preservam conhecimento
Mesmo com avanço da tecnologia, espaços físicos preservam acervo sendo referência para pesquisas e estímulo ao hábito da leitura
Saiba mais sobre os tipos de proposição
PEC, projeto de lei, projeto de resolução. Essas são algumas das proposições que tramitam na Ales. Veja a diferença entre elas e em quais situações se aplicam