Polícia Penal é instituída no Espírito Santo

Aprovada em segundo turno, Proposta de Emenda à Constituição reconhece agentes penitenciários estaduais como policiais penais

Por Gabriela Zorzal, com edição de Angèle Murad

Pazolini de pé fala ao microfone na tribuna da Assembleia
O ex-deputado Lorenzo Pazolini destacou a vitória dos servidores na aprovação da matéria / Foto: Ana Salles

O Plenário aprovou matéria que reconhece os agentes penitenciários estaduais como policiais penais, conferindo direitos já garantidos na carreira policial. A votação em segundo e último turno da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32/2019 aconteceu em sessão extraordinária realizada nesta quarta-feira (10). A PEC é de autoria do ex-deputado Delegado Lorenzo Pazolini (Republicanos), mas, em sua tramitação, também constou a PEC 7/2021, assinada pelo governo do Estado.

Vale lembrar que o reconhecimento dos agentes penitenciários como policiais penais já aconteceu em esfera federal, com a Emenda Constitucional Federal 104/2019. A mudança vai trazer novas atribuições aos servidores que atuam nas penitenciárias, funções essas que serão definidas em regulamentação do Executivo.  

A medida também impacta o trabalho da Polícia Militar, presente em várias etapas da rotina penitenciária por conta dos limites na atuação dos agentes penitenciários, a exemplo das funções de escolta e guarda de presos. Na Ales, a proposta foi analisada pelas comissões de Justiça, Segurança e Finanças. A aprovação da PEC dependia de quórum qualificado (18 votos) e recebeu 21 votos a favor. Não houve votos contrários à matéria.

Fotos da sessão ordinária

Vitória da categoria

O ex-deputado Pazolini, atual prefeito de Vitória, acompanhou a votação e falou sobre a iniciativa. “Essa é uma vitória do parlamento e dos servidores. Nossa proposta inicial, de 2019, foi acrescida da proposta do governo, apresentada este ano. A matéria não tem dono, ela é de todos os deputados. Parabéns aos servidores do sistema penitenciário que lutaram por esse reconhecimento e merecem a vitória”, disse. A votação também foi acompanha por representantes da categoria.

O deputado Capitão Assumção (Patri) lembrou que essa demanda é antiga. “Hoje nós encerramos uma luta de 17 anos pelo reconhecimento dos agentes penitenciários. Vocês precisam continuar lutando, principalmente contra interferências externas prejudiciais à corporação”. Para o deputado Coronel Alexandre Quintino (PSL), a matéria é um marco na área da segurança. “Essa é uma conquista muito importante dos antigos agentes penitenciários, hoje, policiais penais. Contem sempre com essa Casa para as lutas diárias dentro do sistema penitenciário”, afirmou.

O deputado Delegado Danilo Bahiense (sem partido) falou sobre as funções da polícia penal. “Nós temos, hoje, 1.921 servidores efetivos da nova polícia penal e 1.334 servidores em designação temporária (DT). Temos de lembrar que esses servidores atuarão em novas frentes, por exemplo, a escolta de presos. É preciso cuidar dessa questão de forma a garantir a segurança dos servidores”, disse Bahiense.

Documentário sobre jequitibá é apresentado na Ales
Produção apresentada ao colegiado de Educação mostra como árvore centenária virou símbolo da comunidade de Ponto Alto, em Domingos Martins
Auxílio financeiro do governo pode ser estendido
Governador encaminhou proposta para prorrogar, por mais dois meses, auxílio emergencial pago por conta da pandemia
Demanda reprimida deve movimentar turismo
O gestor hoteleiro Paulo Maia Filho apresentou as perspectivas para o verão capixaba à Comissão de Turismo
Operação Elétron: fios irregulares podem ser de 2015
O delegado Eduardo Passamani, que lidera as investigações, participou de reunião da Comissão de Defesa do Consumidor
Documentário sobre jequitibá é apresentado na Ales
Produção apresentada ao colegiado de Educação mostra como árvore centenária virou símbolo da comunidade de Ponto Alto, em Domingos Martins
Auxílio financeiro do governo pode ser estendido
Governador encaminhou proposta para prorrogar, por mais dois meses, auxílio emergencial pago por conta da pandemia
Demanda reprimida deve movimentar turismo
O gestor hoteleiro Paulo Maia Filho apresentou as perspectivas para o verão capixaba à Comissão de Turismo