Lei veda composto nocivo a abelhas em fumacê

Nova norma foi publicada no diário desta quarta-feira (13) e pretende preservar abelhas dos efeitos nocivos de substância derivada da nicotina

Por Redação Web Ales, com edição de Nicolle Expósito

Abelha em flor
Estudos apontam que neonicotinóides prejudicam abelhas e impactam papel polinizador de insetos / Foto: Lucas S. Costa

Está proibido o uso de inseticidas à base do composto neonicotinóides nos serviços de carro fumacê, nos centros urbanos. A medida consta na Lei 11.421, publicada no Diário Oficial (DIO) desta quarta-feira (13). Outra iniciativa parlamentar que virou lei é a que institui a Política Estadual para a População Migrante.

Abelhas

A proibição do uso de inseticidas à base de neonicotinóides, substância derivada da nicotina, objetiva impedir a morte de abelhas, visto que os inseticidas à base de neonicotinóides são extremamente letais para as colônias, possuindo efeito nocivo sobre polinizadores. A norma deriva do Projeto de Lei (PL) 237/2019, do deputado Gandini (Cidadania), e entra em vigor em 45 dias.

Migrantes

O Espírito Santo agora conta com a Política Estadual para a População Migrante. A medida está prevista na Lei 11.420, que pretende promover acolhimento e integração desse segmento, incluindo refugiados, à sociedade capixaba.

O texto propõe medidas para garantir ao migrante o acesso a direitos fundamentais, sociais e aos serviços públicos; promover o respeito à diversidade e à interculturalidade; impedir violações de direitos; e fomentar a participação social e desenvolvimento de ações coordenadas com a sociedade civil.

A nova legislação é resultado do PL 361/2021, apresentado pelo deputado Dr. Emílio Mameri (PSDB). Alguns trechos da proposta acabaram sendo vetados pelo Executivo, como o parágrafo único do artigo 1º, que define o conceito de população migrante. Entre os outros dispositivos vetados também estão o que prevê disponibilização de canal de denúncias para atendimento dos migrantes em casos de discriminação e outras violações de direitos e o que determina que o poder público mantenha estruturas de atendimento aos migrantes destinadas à prestação de serviços específicos.

Saúde nasal: tratamentos e riscos em pauta
Comissão recebe especialista para discutir causas de congestionamento nasal e as consequências do uso inadequado de remédios
Apuração dos votos é feita em tempo real
Resultado das eleições pode ser acompanhado por aplicativos e plataforma do TSE na internet
Projeto visa recuperar direitos de servidores
Proposta assegura que o tempo de trabalho durante a crise sanitária da Covid seja contabilizado para a concessão de direitos como quinquênios e licenças-prêmio 
Homens estão entre as principais vítimas de suicídio
Morte autoprovocada é quase quatro vezes maior entre homens e a terceira principal causa de óbito na faixa de 15 a 29 anos, apontam dados oficiais
Saúde nasal: tratamentos e riscos em pauta
Comissão recebe especialista para discutir causas de congestionamento nasal e as consequências do uso inadequado de remédios
Apuração dos votos é feita em tempo real
Resultado das eleições pode ser acompanhado por aplicativos e plataforma do TSE na internet
Projeto visa recuperar direitos de servidores
Proposta assegura que o tempo de trabalho durante a crise sanitária da Covid seja contabilizado para a concessão de direitos como quinquênios e licenças-prêmio