Lei veda composto nocivo a abelhas em fumacê

Nova norma foi publicada no diário desta quarta-feira (13) e pretende preservar abelhas dos efeitos nocivos de substância derivada da nicotina

Por Redação Web Ales, com edição de Nicolle Expósito

Abelha em flor
Estudos apontam que neonicotinóides prejudicam abelhas e impactam papel polinizador de insetos / Foto: Lucas S. Costa

Está proibido o uso de inseticidas à base do composto neonicotinóides nos serviços de carro fumacê, nos centros urbanos. A medida consta na Lei 11.421, publicada no Diário Oficial (DIO) desta quarta-feira (13). Outra iniciativa parlamentar que virou lei é a que institui a Política Estadual para a População Migrante.

Abelhas

A proibição do uso de inseticidas à base de neonicotinóides, substância derivada da nicotina, objetiva impedir a morte de abelhas, visto que os inseticidas à base de neonicotinóides são extremamente letais para as colônias, possuindo efeito nocivo sobre polinizadores. A norma deriva do Projeto de Lei (PL) 237/2019, do deputado Gandini (Cidadania), e entra em vigor em 45 dias.

Migrantes

O Espírito Santo agora conta com a Política Estadual para a População Migrante. A medida está prevista na Lei 11.420, que pretende promover acolhimento e integração desse segmento, incluindo refugiados, à sociedade capixaba.

O texto propõe medidas para garantir ao migrante o acesso a direitos fundamentais, sociais e aos serviços públicos; promover o respeito à diversidade e à interculturalidade; impedir violações de direitos; e fomentar a participação social e desenvolvimento de ações coordenadas com a sociedade civil.

A nova legislação é resultado do PL 361/2021, apresentado pelo deputado Dr. Emílio Mameri (PSDB). Alguns trechos da proposta acabaram sendo vetados pelo Executivo, como o parágrafo único do artigo 1º, que define o conceito de população migrante. Entre os outros dispositivos vetados também estão o que prevê disponibilização de canal de denúncias para atendimento dos migrantes em casos de discriminação e outras violações de direitos e o que determina que o poder público mantenha estruturas de atendimento aos migrantes destinadas à prestação de serviços específicos.

Ales promove homenagem a servidores
Apresentação cultural, sessão solene e sorteio de brindes fazem parte da programação em reconhecimento ao trabalho realizado pelos servidores públicos
Plenário faz extra para votar remuneração de professor
Também na pauta estão outros dois projetos do Executivo, sobre limite de municípios e atuação da Procuradoria-Geral do Estado junto à Junta Comercial
Magistério deve ter nova tabela remuneratória
Proposta do Executivo também traz mudanças na lei que trata da progressão de profissionais da educação
Fundo Cidades: Ales sinaliza apoio a municípios
Para o vice-presidente da Amunes, prefeito Luciano Pingo, repasse fundo a fundo torna mais rápida transferência de recursos necessários para demandas municipais
Ales promove homenagem a servidores
Apresentação cultural, sessão solene e sorteio de brindes fazem parte da programação em reconhecimento ao trabalho realizado pelos servidores públicos
Plenário faz extra para votar remuneração de professor
Também na pauta estão outros dois projetos do Executivo, sobre limite de municípios e atuação da Procuradoria-Geral do Estado junto à Junta Comercial
Magistério deve ter nova tabela remuneratória
Proposta do Executivo também traz mudanças na lei que trata da progressão de profissionais da educação