Gandini sugere programa de economia digital

Segundo Gandini, aumentou a demanda por serviços on-line e é preciso investir mais em infraestrutura de conectividade

Por João Caetano Vargas, com edição de Angèle Murad | Atualizado há 7 meses

Mão segura celular com aplicativo de transporte público; atrás do celular, um ônibus passa na rua
Vários serviços são oferecidos aos cidadãos no ambiente virtual / Foto: Ana Salles

Com o objetivo de promover a economia digital no Espírito Santo, o deputado Gandini (Cidadania) apresentou ao Legislativo estadual a proposta para instituir o Programa de Estímulo à Implantação de Infraestrutura de Conectividade Móvel. O Projeto de Lei (PL) 555/2021 sugere ao Executivo a criação de novas infraestruturas de telecomunicação, baseadas em tecnologias de computação digital, incorporando à internet as tecnologias e os dispositivos digitais nos processos de produção, na comercialização de bens e na prestação de serviços. 

“A pandemia da Covid-19 trouxe uma série de novos desafios à sociedade, entre eles o grande aumento na demanda por serviços on-line, dentre eles nas áreas de saúde, educação e comércio, que migraram, em um curto período de tempo, para o ambiente virtual, sem que houvesse uma melhoria significativa na infraestrutura de conectividade instalada nas cidades”, explica o proponente.

O parlamentar aponta que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) observou um aumento de até 50% do uso da internet no Brasil, durante a pandemia. “A infraestrutura atualmente existente, muitas vezes, pode não comportar o súbito aumento da demanda por serviços de telecomunicações”, argumenta.

Entre as finalidades do programa está a implantação das tecnologias de conectividade 4G e 5G; o estímulo à modernização das legislações locais sobre o tema; o desenvolvimento de estratégias para modernizar, simplificar e dar celeridade aos processos de licenciamento das infraestruturas de telecomunicações; a criação de um ambiente favorável à expansão da conectividade em áreas periféricas dos grandes centros urbanos; e a consolidação de parcerias com startups do setor. 

Legislação municipal

O deputado apresentou, junto ao projeto, anexo com a proposta de um texto-base para os interessados usarem como parâmetro para a criação de uma legislação municipal, tratando da implantação e compartilhamento de infraestrutura de suporte e de telecomunicações (torres, postes, topos de prédio, mobiliário urbano, entre outros), observando todas as normas e exigências da agência reguladora.

De acordo com Gandini, o texto é baseado na minuta padrão da Anatel, elaborada em conjunto com demais agentes da sociedade e tem o propósito de “uniformizar a legislação local com o que vem sendo adotado em nível nacional, trazendo maior segurança jurídica aos agentes econômicos que atuam no mercado, viabilizando a implementação da infraestrutura necessária para melhoria dos serviços de telecomunicações, com a adoção do 5G no Espírito Santo”. 

Tramitação

O PL 555/2021 já foi lido durante sessão ordinária e tramitará pelas comissões de Ciência e Tecnologia, Cidadania, Justiça e Finanças. Com teor idêntico, o PL 828/2021, de Alexandre Xambinho (PL), foi apensado à matéria de Gandini.

Temas: internet
Deputados: Gandini
Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros
Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH
Proposta beneficia servidores das polícias Civil, Militar, Penal, Bombeiro Militar e do Iases responsáveis pela condução de veículos dos órgãos
Reunião debate segurança em transporte escolar
Segundo advogado, motoristas de aplicativo estariam realizando transporte de estudantes de forma irregular
Deputado alerta para uso responsável de auxílio
Majeski criticou oferta de crédito consignado para o Auxílio Brasil e lembrou os altos juros cobrados nos empréstimos
Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros
Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH
Proposta beneficia servidores das polícias Civil, Militar, Penal, Bombeiro Militar e do Iases responsáveis pela condução de veículos dos órgãos
Reunião debate segurança em transporte escolar
Segundo advogado, motoristas de aplicativo estariam realizando transporte de estudantes de forma irregular