PL permite pagar dívida no dia do corte do serviço

Pela proposta, consumidor poderia quitar dívidas referentes a serviços de água e energia no momento programado para a interrupção 

Por Titina Cardoso, com edição de Angèle Murad

Mãos segurando conta de luz
Pagamento seria feito por cartão de débito ou transferência via PIX / Foto: Francisco Assis

Uma iniciativa apresentada na Assembleia Legislativa quer permitir que o consumidor inadimplente possa quitar seu débito no momento em que aconteceria a interrupção do serviço. É o que propõe o Projeto de Lei (PL) 438/2021, de autoria do deputado Capitão Assumção (Patri). 

A proposição trata dos serviços essenciais de energia elétrica e abastecimento de água, possibilitando que o consumidor com faturas em atraso quite a sua dívida no momento programado para o corte do serviço, por meio de cartão de débito ou transferência via Pix. 

Para tanto, as concessionárias deverão comunicar o cliente com 48 horas de antecedência sobre a data marcada para a interrupção do serviço por falta de pagamento. 

As empresas que descumprirem a norma ficarão sujeitas à advertência; à devolução do valor pago pelo consumidor a título de juros e multa, acrescido de correção monetária; e à multa estipulada entre 200 e 10 mil Valores de Referência do Tesouro Estadual (VRTEs), hoje de R$ 730 a R$ 36,4 mil. O valor será cobrado em dobro em caso de reincidência. 

“O intuito da proposição é possibilitar ao consumidor que regulamente seus débitos no momento em que aconteceria a interrupção do serviço essencial por falta de pagamento, de modo a impedir a medida mais drástica por parte da concessionária dos serviços de energia elétrica ou abastecimento de água. Em muitas ocasiões, há o esquecimento acerca de uma fatura pendente, sendo a regularização imediata o modo que o consumidor e a concessionária envolvidos resolverão a questão sem maiores problemas”, explicou o autor do projeto. 

Assumção também alegou que muitas pessoas vêm passando por problemas financeiros: “Existe, ainda, o atraso por questões de dificuldade financeira, especialmente diante da crise promovida pela pandemia da Covid-19, em que muitos cidadãos foram impedidos de trabalhar ou demitidos. Nessa ocasião, o consumidor poderá, ainda que de modo inesperado, ter a última possibilidade de saldar suas dívidas e manter o funcionamento regular do serviço”, defendeu. 

Tramitação 

O projeto de lei será analisado pelas comissões de Justiça, Defesa do Consumidor e Finanças.
 

Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica
Novo Carmélia promete reforçar área cultural
Revitalização do teatro é um dos destaques do projeto de reforma, apresentado à Comissão de Cultura da Assembleia
Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica