Deputados falam sobre prevenção à Covid

Dr. Emílio Mameri reforçou a importância da vacina e Capitão Assumção defendeu o uso de remédios do chamado "tratamento precoce"

Por João Caetano Vargas, com edição de Titina Cardoso

Imagem do deputado Dr. Emílio Mameri no painel eletrônico do Plenário
“Nós sabemos que o que previne essa doença é a vacinação", afirmou Mameri. / Foto: Ellen Campanharo

A fase das comunicações da sessão ordinária híbrida desta segunda-feira (20) foi marcada por dois posicionamentos opostos a respeito das formas de prevenção ao novo coronavírus. Enquanto o deputado Capitão Assumção (Patri) voltou a defender o chamado “tratamento precoce” contra a doença, o deputado Dr. Emílio Mameri (PSDB) afirmou que a única forma de prevenção com eficácia comprovada pela ciência é a vacinação.
 
“Nós sabemos que o que previne essa doença é a vacinação. Nunca nenhuma pandemia foi resolvida ou controlada sem acompanhar o desenvolvimento da ciência. Essa é a realidade, não tem tratamento precoce. Os resultados que se falam de tratamento precoce é o percentual que iria ficar bom independente de tomar remédio ou não. Muito pelo contrário, às vezes medicamentos mal indicados podem causar arritmias cardíacas e problemas outros que podem levar até ao óbito” alertou o médico.

O parlamentar afirmou que a diminuição do número de óbitos no Brasil e em todo o mundo é resultado do avanço da vacinação. “Eu venho falando sobre a importância de seguir a ciência. As vacinas são todas boas, evidentemente nenhuma delas dá 100% de proteção, mas a evidência científica, o valor da vacinação, aparece com a diminuição significativa da letalidade em nosso país”, apontou.

O médico voltou a frisar que não existe ainda medicamento com eficácia comprovada para prevenir a doença. “Nós temos que seguir as evidências científicas. Seria ótimo, nós estamos aqui na torcida para que tenhamos, sim, medicamentos que possam nos ajudar, mas nós sabemos que nenhum deles tem efeito efetivo, e, na ânsia de tentar proteger as pessoas, muitos profissionais, até por não conhecerem a doença, que é nova, que chegou no mundo de uma maneira rápida e com uma disseminação intensa, começaram a opinar sobre projetos de tratamento A, B ou C” ressaltou.

Terceira dose

O tucano apresentou uma indicação ao governo sugerindo a aplicação de uma terceira dose da vacina para profissionais de saúde. “Não é surpresa para nenhum pesquisador saber que a vacinação para o coronavírus, em alguns casos, é necessária a aplicação da terceira dose, principalmente em idosos. Do ponto de vista prático, eu pessoalmente acho que ela deve ser feita em toda população de risco, para o benefício de toda nossa imensa população. Principalmente aqueles que estão na linha de frente, e aí eu incluo todos os profissionais de saúde", opinou o parlamentar. 

Responsabilidade

O deputado finalizou sua fala lembrando da responsabilidade das lideranças políticas. “Meu pronunciamento neste momento é para enfatizar a importância da vacinação. Sabemos que todos os esforços estão sendo feitos, nós temos uma perspectiva grande de estarmos com nossa população vacinada até o final do ano, isso é uma realidade. Mas não vamos resolver e não vamos conseguir avanços se nós não entendermos e orientarmos a nossa população. Nós somos líderes, deputados, temos que mostrar a importância daquilo que é real, daquilo que é científico para toda população”, concluiu.

Tratamento precoce

Já o deputado Capitão Assumção voltou a defender o chamado “tratamento precoce” para a Covid-19. “Qual a dificuldade em se falar em tratamento precoce? Aqui no Espírito Santo estamos caminhando para a terceira dose da Coronavac. Pergunte aos brasileiros, aos capixabas, quantos não estão usando remédios preventivos para a Covid-19 e suas variantes. Essa doença vai existir o resto da vida e nós vamos ter que ficar procurando a cada tempo vacinas que ainda não concluíram seus estudos e por medida emergencial da Anvisa estão sendo aplicadas em nosso território”, questionou o deputado.

O parlamentar criticou a decisão de uma rede social, que tirou do ar um pronunciamento ao vivo do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), no momento em que ele recomendava o uso de um medicamento de forma preventiva para a doença. “Pior do que isso é o cerceamento das opiniões das pessoas. Não é porque era a ‘live’ do presidente não, poderia ser qualquer pessoa”, opinou.

Centenário de Paulo Freire

Em seu pronunciamento, a deputada Iriny Lopes (PT) celebrou o centenário do nascimento do educador e filósofo brasileiro, Paulo Freire. “Esse sentimento de libertação, de valorização humana, de amor incondicional às pessoas, fez de Paulo Freire um dos educadores mais conhecidos, mais estudados, mais premiados no mundo todo”, lembrou a parlamentar.

A petista recordou a trajetória do educador contra o analfabetismo no Brasil. “Paulo Freire comandava uma equipe que faria um papel fundamental para o nosso país, o combate ao analfabetismo. Mas não só a pessoa analfabeta por não saber ler e escrever, mas a pessoa analfabeta que não sabe compreender o mundo em que ela vive, que não sabe se colocar no mundo em que ela vive”, concluiu.
 

First slide
First slide
Plenário faz extra para votar remuneração de professor
Também na pauta estão outros dois projetos do Executivo, sobre limite de municípios e atuação da Procuradoria-Geral do Estado junto à Junta Comercial
Magistério deve ter nova tabela remuneratória
Proposta do Executivo também traz mudanças na lei que trata da progressão de profissionais da educação
Fundo Cidades: Ales sinaliza apoio a municípios
Para o vice-presidente da Amunes, prefeito Luciano Pingo, repasse fundo a fundo torna mais rápida transferência de recursos necessários para demandas municipais
Durão sugere mudanças em leis sobre cardápios
Pela proposta, lanchonetes e casas noturnas também ficariam obrigadas a exibir os preços na parte externa dos estabelecimentos
Plenário faz extra para votar remuneração de professor
Também na pauta estão outros dois projetos do Executivo, sobre limite de municípios e atuação da Procuradoria-Geral do Estado junto à Junta Comercial
Magistério deve ter nova tabela remuneratória
Proposta do Executivo também traz mudanças na lei que trata da progressão de profissionais da educação
Fundo Cidades: Ales sinaliza apoio a municípios
Para o vice-presidente da Amunes, prefeito Luciano Pingo, repasse fundo a fundo torna mais rápida transferência de recursos necessários para demandas municipais