Projeto faz homenagem ao congo no ES

Proposta insere, no calendário oficial, a data de 26 de dezembro como Dia Estadual do Congo

Por João Caetano Vargas, com edição de Angèle Murad

Mão segura casaca, na qual está esculpida cabeça de homem com cabelo nagô
Autor do projeto, Doutor Hércules destaca importância dessa manifestação folclórica para o Estado / Foto: Lucas Calazans/Prefeitura de Cariacica

Trazido pelos escravos ao Brasil no período colonial, o congo é uma manifestação folclórica muito presente no Espírito Santo, reunindo ritos, danças e músicas, tocadas por tambores e demais instrumentos percussivos. Para celebrar a tradição, o deputado Doutor Hércules (MDB) protocolou o Projeto de Lei (PL) 467/2021, estabelecendo 26 de dezembro, data dedicada a São Benedito na fé católica, como o Dia Estadual do Congo.

A proposta altera a Lei 11.212/2020, que consolida a legislação em vigor referente a relevantes datas e assuntos de interesse público no Estado. A leitura da matéria já ocorreu em sessão plenária e agora o projeto será analisado pela Comissão de Justiça de forma terminativa, como estabelece o Regimento Interno. 

Por se tratar de uma tradição genuinamente capixaba, o parlamentar explica que o congo merece uma data no calendário oficial do Estado. “Considera-se que o Espírito Santo possua uma ampla diversidade cultural: da miscigenação de costumes de algumas dessas etnias e da importância das práticas religiosas surgiu o congo, uma importante manifestação popular apreciada em vários municípios do Espírito Santo, associando-se também a essa manifestação as bandas de congo”, explica na justificativa do projeto.

O autor também fala sobre a importância de a diversidade cultural e religiosa ser respeitada. “Pelo fato do Espírito Santo possuir diferentes e longas distâncias e ambientes naturais entre seus municípios, as articulações e os contatos terminam favorecendo as variações nas formas de manifestações e permanências culturais e religiosas em nosso Estado”, finaliza.

Deputados: Doutor Hércules
Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica
Novo Carmélia promete reforçar área cultural
Revitalização do teatro é um dos destaques do projeto de reforma, apresentado à Comissão de Cultura da Assembleia
Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica