Isenção de pedágio é alvo de proposta

Projeto defende que não pague a taxa quem mora ou tem atividade profissional na cidade onde a cobrança é realizada

Por Gabriela Zorzal, com edição de Angèle Murad | Atualizado há 11 dias

Carro em movimento em direção à cabine de pedágio
Assumção critica ônus nos deslocamentos diários para trabalhar e estudar / Foto: Lucas S. Costa

O pedágio, sobretudo para aqueles que passam por uma praça de cobrança diariamente, pesa no bolso dos capixabas. Na Assembleia Legislativa (Ales), o Projeto de Lei (PL) 328/2021 estabelece a isenção no pagamento dessa tarifa para veículos de proprietários que possuam residência permanente ou exerçam atividade profissional permanente no município onde a cobrança é realizada.

A proposta é de autoria do deputado Capitão Assumção (Patri) e será analisada pelos colegiados de Justiça, Mobilidade Urbana e Finanças. Para obter o benefício, o cidadão deverá credenciar o veículo anualmente junto ao órgão concedente e à concessionária responsável pelo pedágio.

O PL 328/2021 ainda descreve o processo de credenciamento. Será necessário apresentar documento de identificação (identidade, carteira de habilitação ou passaporte); comprovante de residência fixa por mais de dois anos no município onde se encontra a praça de pedágio (nesse caso, poderá ser aceito também contrato de aluguel); e documento que confirme o exercício de atividade profissional também na cidade onde o pedágio é cobrado.

Em caso de não cumprimento da legislação, os responsáveis pela cobrança do pedágio poderão ser punidos com advertência e multa, sanções que deverão ser fixadas por decreto estadual. Na justificativa da matéria, Assumção destaca o ônus desproporcional da cobrança de pedágio para a população do município onde se instala a praça de cobrança da tarifa. 

“Essa população é penalizada economicamente em seus deslocamentos diários, para trabalhar, estudar ou fazer compras. A simples decisão de colocar uma praça de cobrança de pedágio num determinado local pode comprometer seriamente a competitividade das atividades econômicas nele localizadas e, por conseguinte, a competitividade do próprio município”, explica o autor. 

Governo quer criar especialização jurídica
Medida oferta pós-graduação Lato Sensu no Programa de Residência da Procuradoria Geral do Estado
PL amplia conselho de controle interno
Projeto do governo inclui representantes do Executivo e Legislativo municipais 
Finanças aprova projetos na área ambiental
Uma das matérias proíbe que carro fumacê pulverize inseticidas que possam ser nocivos a insetos polinizadores, como as abelhas
PL muda critério para repasse a municípios
Proposta do governo regulamenta casos de excepcionalidade quando, por motivo de força maior, não puder ser realizada avaliação de desempenho da educação básica
Governo quer criar especialização jurídica
Medida oferta pós-graduação Lato Sensu no Programa de Residência da Procuradoria Geral do Estado
PL amplia conselho de controle interno
Projeto do governo inclui representantes do Executivo e Legislativo municipais 
Finanças aprova projetos na área ambiental
Uma das matérias proíbe que carro fumacê pulverize inseticidas que possam ser nocivos a insetos polinizadores, como as abelhas