PL amplia meios de pagamento em coletivos

Proposta inclui carteiras eletrônicas como formas para pagamento de passagem no transporte público estadual e intermunicipal metropolitano

Por Aldo Aldesco, com edição de Nicolle Expósito

Pessoa encosta cartão de passageiro em leitor de ônibus
Projeto contempla necessidade do povo capixaba decorrente da evolução tecnológica / Foto: Ceturb/ES

O Projeto de Lei (PL) 325/2021, apresentado pelo deputado Bruno Lamas (PSB), inclui outras formas de pagamento da passagem no transporte público estadual e intermunicipal metropolitano, além do cartão usado como bilhete eletrônico. Sendo assim, o passageiro poderá utilizar carteiras eletrônicas para transferir valores e efetuar pagamentos, propõe o texto da matéria.

Para o autor, o projeto procura atender à necessidade do usuário, além da evolução tecnológica, garantindo o tratamento “equânime dos consumidores e contribuintes nos transportes coletivos urbanos intermunicipais e estadual”, explica Lamas.

O texto aguarda parecer de quatro colegiados da Casa: Justiça, Cidadania, Mobilidade Urbana e Finanças.

Direitos e deveres

O PL 325/2021 define os direitos e deveres do passageiro de transporte público estadual e intermunicipal metropolitano. A proposta elenca o direito à mobilidade urbana; ao respeito à integridade física, psíquica e moral; acesso aos serviços de transporte em igualdade de condições; melhoria da qualidade do serviço; contribuição dos beneficiários diretos e indiretos para o custeio dos serviços; transparência da estrutura tarifária; e preços módicos.

O deputado Bruno Lamas considera que a falta de recursos públicos para o transporte público levou à concessão das operações para a iniciativa privada. “Tal movimento, que inclui regiões metropolitanas repassadas à exploração comercial, como é caso da Região Metropolitana da Grande Vitória, viabilizou a implementação de melhorias importantes para a mobilidade urbana na capital do Estado, mas trouxe também inconvenientes que, só com o tempo, estão sendo percebidos e corrigidos”, pondera.

 

Deputados: Bruno Lamas
PL amplia conselho de controle interno
Projeto do governo inclui representantes do Executivo e Legislativo municipais 
Finanças aprova projetos na área ambiental
Uma das matérias proíbe que carro fumacê pulverize inseticidas que possam ser nocivos a insetos polinizadores, como as abelhas
PL muda critério para repasse a municípios
Proposta do governo regulamenta casos de excepcionalidade quando, por motivo de força maior, não puder ser realizada avaliação de desempenho da educação básica
Registro voluntário de paternidade terá isenção
Medida é uma das três novas leis de iniciativa parlamentar publicadas no diário oficial desta terça-feira (27)
PL amplia conselho de controle interno
Projeto do governo inclui representantes do Executivo e Legislativo municipais 
Finanças aprova projetos na área ambiental
Uma das matérias proíbe que carro fumacê pulverize inseticidas que possam ser nocivos a insetos polinizadores, como as abelhas
PL muda critério para repasse a municípios
Proposta do governo regulamenta casos de excepcionalidade quando, por motivo de força maior, não puder ser realizada avaliação de desempenho da educação básica