PL obriga exame do coração em todo recém-nascido

Oximetria de pulso pode ajudar a detectar cardiopatia congênita e deve ser feito após as primeiras 24 horas de vida, antes da alta hospitalar

Por Aldo Aldesco, com edição de Angèle Murad

Mãos seguram oxímetro em pé de recém-nascido
Segundo Mameri, hoje exame é feito nos bebês das UTIs neonatais, mas não nos berçários / Foto: Venilton Küchler/Sesa Governo Paraná

Matéria de autoria do deputado Dr. Emílio Mameri (PSDB) inclui a oximetria de pulso entre os exames obrigatórios nos recém-nascidos, antes de eles receberem alta da maternidade. Esse exame é realizado no pulso e nos membros inferiores da criança após as primeiras 24 horas de vida, para detectar alguma anomalia no funcionamento do coração.

Mameri relata que a cada ano nascem, no Espírito Santo, cerca de 570 bebês com má formação cardíaca e mais de 450 deles vão precisar de cirurgia em algum momento da vida. Por essa razão, defende a implantação da oximetria obrigatória nos hospitais, como medida preventiva.

“Ocorre que o procedimento não pode ser ignorado, pois expõe a perigo de morte diversas crianças que nascem com o problema da má formação. Cabe, nesse sentido, a força da lei. E quanto antes diagnóstico, antes inicia-se a investigação mais profunda, que pode garantir, sobretudo, o direito à vida”, defende o deputado, que é médico.

De acordo com Mameri, hoje o exame de rotina é realizado somente no âmbito das UTIs neonatais, não se aplicando aos berçários com os bebês aparentemente normais. 

Conforme explica o parlamentar na justificativa do projeto, a oximetria é importante porque mede a saturação do oxigênio no sangue; quando o índice fica abaixo de 95%, realiza-se ecocardiograma para investigar a existência de cardiopatia congênita. 

Tramitação

O PL 322/2021 foi lido na sessão ordinária de 7 de julho e segue para análise nas comissões de Justiça, Saúde e Finanças.
 

Governo quer criar especialização jurídica
Medida oferta pós-graduação Lato Sensu no Programa de Residência da Procuradoria Geral do Estado
PL amplia conselho de controle interno
Projeto do governo inclui representantes do Executivo e Legislativo municipais 
Finanças aprova projetos na área ambiental
Uma das matérias proíbe que carro fumacê pulverize inseticidas que possam ser nocivos a insetos polinizadores, como as abelhas
PL muda critério para repasse a municípios
Proposta do governo regulamenta casos de excepcionalidade quando, por motivo de força maior, não puder ser realizada avaliação de desempenho da educação básica
Governo quer criar especialização jurídica
Medida oferta pós-graduação Lato Sensu no Programa de Residência da Procuradoria Geral do Estado
PL amplia conselho de controle interno
Projeto do governo inclui representantes do Executivo e Legislativo municipais 
Finanças aprova projetos na área ambiental
Uma das matérias proíbe que carro fumacê pulverize inseticidas que possam ser nocivos a insetos polinizadores, como as abelhas