Deputado pede reforço para a assistência social

Doutor Hércules propôs orçamento maior para a área e sugeriu que valor seja correspondente a 1% das receitas do Estado

Por Marcos Bonn, com edição de Nicolle Expósito

Deputado Doutor Hércules fala na tribuna do Plenário Dirceu Cardoso
Doutor Hércules disse que recursos devem beneficiar grupos mais vulneráveis / Foto: Ana Salles

O deputado Doutor Hércules (MDB) pediu que a Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setades) tenha de orçamento o equivalente a 1% do que consta na receita anual do Executivo para atender as “pessoas esquecidas”. A declaração foi feita na sessão híbrido-ordinária desta quarta-feira (7).

De acordo com o presidente da Comissão de Saúde da Casa, essa é uma luta antiga e os benefícios seriam revertidos para as “pessoas com deficiência, excluídos, aqueles que não têm voz, aquele que não tem vez, que não tem condições de chegar aqui nessa tribuna para falar de sua necessidade”, salientou.

Ao destacar a importância da inclusão social, Hércules lembrou que o Núcleo Otacílo Coser na Assembleia Legislativa (Ales), destinado à ajuda de movimentos sociais organizados, terá entre outras funções, a de capacitar associações sem fins lucrativos para que possam receber recursos públicos.

CPI

A deputada Iriny Lopes (PT) cobrou que seja criada uma CPI em Brasília e aberta investigação para apurar denúncias de propina na compra da vacina indiana Covaxin e de rachadinha envolvendo os nomes do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e filhos. A parlamentar colocou na conta do presidente mortes causadas pela pandemia, afirmando que “mais de 300 mil pessoas poderiam ser salvas”.

“Eu espero que o Congresso Nacional, o Ministério Público Federal possam tirar a limpo numa investigação séria”, pontuou. “O governo não precisa de mediação. O governo tem seus instrumentos próprios de fazer os contatos com os produtores de vacinas”, avaliou a parlamentar sobre a compra de imunizantes. 
 

First slide
Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica
Novo Carmélia promete reforçar área cultural
Revitalização do teatro é um dos destaques do projeto de reforma, apresentado à Comissão de Cultura da Assembleia
Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica