PL quer informação sobre débito em fatura

Medida visa garantir a transparência na relação entre consumidor e concessionárias, além de informar ao usuário sobre débitos vencidos

Por Silvia Magna, com edição de Nicolle Expósito

Pessoa olha conta
Texto determina disponibilização de informações sobre débito de forma precisa, clara e ostensiva / Foto: Lucas S. Costa

Tramita na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei (PL) 768/2019, do ex-deputado Delegado Lorenzo Pazolini (Republicanos), que determina a inclusão, nas fatura mensais de consumo, de informações sobre débitos vencidos de água, luz, telefonia fixa e móvel e de internet.

A medida visa garantir a transparência nas relações entre consumidor e concessionárias que prestam tais serviços, além de deixar em alerta o usuário. “O acesso ao fornecimento de água e de energia elétrica é essencial para vida digna de cada cidadão. A suspensão do fornecimento desses serviços em decorrência da inadimplência, mesmo que passível de debates e interpretações jurídicas diversas, é uma prerrogativa exercida pelas concessionárias”, argumenta o autor na justificativa da proposição.

Pazolini alega que muitas vezes a pessoa deixa de quitar o débito por extravio da fatura, esquecimento ou outras razões, levando o consumidor à inadimplência e suspensão dos serviços, cuja taxa de religação pode comprometer o orçamento familiar. “A ignorância de dívidas anteriores, além da suspensão do fornecimento do serviço, resulta na inclusão do consumidor no cadastro de inadimplentes e no pagamento de taxas significativamente onerosas para religação do serviço.”

Pazolini ainda cita dispositivos da Constituição Federal que asseguram a competência do Parlamento estadual para legislar de forma concorrente sobre matérias que tratam do direito dos consumidores.

Em 2019, Pazolini apresentou o PL 767/2019, com teor similar, mas a matéria foi arquivada.

Tramitação

A propositura já tem pareceres favoráveis das comissões de Constituição e Justiça, Defesa do Consumidor e Finanças e aguarda análise do Plenário. Caso seja aprovada e vire lei, entrará em vigor 30 dias após data de sua publicação em diário oficial. 
 

Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica
Novo Carmélia promete reforçar área cultural
Revitalização do teatro é um dos destaques do projeto de reforma, apresentado à Comissão de Cultura da Assembleia
Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica