Moradores reclamam de esgoto e energia

Fornecimento de serviços em condomínios de Vila Velha e Guarapari foi pauta de reunião do colegiado de Defesa do Consumidor

Por Gabriela Zorzal, com edição de Angèle Murad

Tela de computador exibe imagens de participantes de reunião virtual
Comissão realizou reunião virtual na manhã desta segunda-feira / Foto: Ana Salles

A Comissão de Defesa do Consumidor discutiu dificuldades enfrentadas por moradores de Vila Velha com relação à rede de esgoto. Representantes de condomínios localizados na Praia de Itaparica relataram problemas com a insuficiência da rede e alagamentos durante a reunião on-line desta segunda-feira (28). Dificuldade de acesso à ligação de energia em condomínio de Guarapari também foi pauta do colegiado. 

No caso do esgoto, o problema pode ser observado em prédios da Praia de Itaparica mesmo em dias de sol, de acordo com os moradores: “O esgoto retorna mesmo em dias ensolarados, sem chuvas. Quando chove, então, temos um problema enorme de alagamento, com prejuízos materiais para os imóveis. No nosso condomínio, por exemplo, ficamos com a garagem toda alagada. Temos uma rede de esgoto que não é suficiente”, relatou a síndica do edifício Europa Towers, Maria Emília Ribeiro Bonfim. O problema também atinge os condomínios dos edifícios Walter Moreno e Solarium, na mesma região. 

O gerente da Cesan, Douglas Oliveira Couzi, informou as providências a serem adotadas: “Vamos fazer um levantamento topográfico da região. Mas já sabemos que existe um problema de extravasamento de esgoto fora do normal. Nesse estudo, vamos entender o problema e apresentar para vocês as possíveis soluções, já trabalhando dentro de um cronograma de execução”. O gerente se comprometeu a apresentar o relatório para o colegiado e para os representantes dos condomínios no mês de julho. 

Couzi acrescentou que o município traz grandes desafios no tema. “Vila Velha é um município bastante desafiador quando falamos de esgotamento sanitário por conta da pouca inclinação em muitas regiões. Em determinada hora do dia com maior utilização da rede, ao final do dia, por exemplo, temos uma sobrecarga de alguns pontos”, explicou. 

Energia

O colegiado também debateu um problema antigo do condomínio Village do Sol, em Guarapari, com a EDP, empresa responsável pelo fornecimento de energia. “Temos um problema muito antigo com a EDP. Diversas unidades não conseguem fazer a ligação. Em alguns casos, a empresa liga a energia em poucos dias. Para outras unidades, às vezes vizinhas, a EDP nega o fornecimento alegando que existe um problema ambiental junto ao Iema (Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos)”, explicou o representante dos moradores, Heverton Oliveira Brandão. 

“É um problema bastante antigo e que precisa ser resolvido, pois resulta em unidades com ligações ilegais”, acrescentou o deputado Carlos Von (Avante). A reunião foi presidida pelo deputado Vandinho Leite (PSDB) e contou com a participação do deputado Delegado Danilo Bahiense (sem partido). 

Sobre o problema, o representante da EDP na reunião, Orlando Sena, explicou que o local é uma área de proteção ambiental. “Para fazer a ligação, dependemos de autorização do órgão ambiental. A intenção da EDP é distribuir energia. Desde 2018 não temos mais retorno positivo do Iema sobre esses casos, a não ser que haja decisão judicial. Nesses casos, a EDP acata”, explicou Sena.

O deputado Vandinho Leite (PSDB) propôs uma reunião com o Iema para tratar da questão ambiental e também falou sobre ajuizar uma Ação Civil Pública. “Vamos trabalhar nessas duas frentes: uma reunião com o órgão ambiental para entender o problema e uma Ação Civil Pública para autorizar judicialmente a ligação, garantindo acesso à energia legalizada para os moradores”, explicou o parlamentar. 
 

First slide
First slide
First slide
First slide
First slide
First slide
First slide
Orçamento 2023 recebe 971 emendas
Comissão de Finanças terá até dia 7 de dezembro para acatar ou rejeitar as sugestões feitas à peça
Próximo governo: policiais reforçam demandas
Em reunião na Ales, eles disseram esperar que o governador reeleito atenda pleitos apresentados durante campanha eleitoral
Chuvas: Ales sinaliza apoio aos municípios
Legislativo coloca-se pronto para atender e ratificar situações oficiais de calamidade pública, permitindo agilidade no repasse de recursos estaduais 
Bahiense quer prevenção a novos atentados em escolas
Presidente da Comissão de Proteção à Criança e ao Adolescente propõe medidas de segurança, como botão de pânico, câmeras de monitoramento e vigilância armada
Orçamento 2023 recebe 971 emendas
Comissão de Finanças terá até dia 7 de dezembro para acatar ou rejeitar as sugestões feitas à peça
Próximo governo: policiais reforçam demandas
Em reunião na Ales, eles disseram esperar que o governador reeleito atenda pleitos apresentados durante campanha eleitoral
Chuvas: Ales sinaliza apoio aos municípios
Legislativo coloca-se pronto para atender e ratificar situações oficiais de calamidade pública, permitindo agilidade no repasse de recursos estaduais