Justiça aprova PL sobre prazo de carência

Iniciativa penaliza operadoras e estabelecimentos de saúde que descumprirem prazo máximo para atendimento de pacientes em casos de urgência e emergência

Por Titina Cardoso, com edição de Nicolle Expósito

Deputados reunidos em plataforma virtual aparecem em tela
Deputados da Comissão de Justiça em reunião virtual nesta terça-feira / Foto: José Aldinam (capa) / Lucas Silva (interna)

A Comissão de Justiça aprovou o Projeto de Lei (PL) 58/2020, que estabelece penalidades às operadoras de plano de saúde, hospitais, maternidades, pronto-socorro, pronto-atendimento e congêneres que não cumprirem com o prazo de 24 horas de carência nos casos de urgência e emergência. De iniciativa do deputado Capitão Assumção (Patri), o projeto foi aprovado em reunião nesta terça-feira (1º).

A proposição prevê que, em caso de descumprimento da norma, as operadoras de plano de saúde e os estabelecimentos hospitalares ficam sujeitos à advertência e à multa que pode chegar a mais de R$ 1 milhão e que ainda pode ser dobrada em caso de reincidência.

No projeto, o autor alega que “mesmo a legislação sendo clara quanto ao prazo de carência em casos de urgência ou emergência, muitos consumidores se deparam com a negativa das seguradoras e operadoras de saúde para a cobertura de tais atendimentos”.

Assumção continua: “Os prazos de carências evidenciam que elas nasceram para proteger as operadoras contra abusos e fraudes por parte do consumidor. No entanto, a aplicação desse mecanismo não pode inviabilizar o atendimento de saúde em circunstâncias excepcionais e imprevisíveis, que exijam solução imediata. É o caso das urgências e emergências, que, se não forem tratadas a tempo, podem acabar por tornar inócua a finalidade primordial do contrato celebrado entre as partes, qual seja, a de resguardar a saúde e a vida”, justifica o parlamentar.

A matéria segue para a análise das comissões de Saúde, Defesa do Consumidor e Finanças.

Acessibilidade

O deputado Capitão Assumção conseguiu a aprovação de outra matéria de sua autoria na Comissão de Justiça na reunião desta terça-feira. Trata-se do PL 65/2020, que obriga a instalação de banheiros químicos adaptados às pessoas com deficiência em eventos realizados no estado. A matéria também segue para apreciação das comissões de Saúde, Defesa do Consumidor e Finanças.

Veja os outros projetos analisados:
 

  • PL 133/2020, do deputado Capitão Assumção - Dispõe sobre a carteira de identificação estudantil, no âmbito do estado do Espírito Santo. Inconstitucional
  • PL 539/2019, do deputado Gandini - Institui a Política Estadual de Incentivo à Prática de Esportes para Idosos e dá outras providências. Rejeitado o despacho denegatório
  • PL 381/2019, do deputado Carlos Von - Dispõe sobre a criação da previsão de critério para prova de títulos em concursos públicos a prática de atividades voluntárias. Inconstitucional
  • PL 374/2020, do deputado Torino Marques - Dispõe sobre a obrigatoriedade de afixação de cartazes mencionando na Lei Federal 12.879, de 5 de novembro de 2013, nos Cartórios de Registro de Títulos e Documentos e Civil de Pessoas Jurídicas do Estado do Espírito Santo. Aprovado
  • PL 397/2020, do deputado Hudson Leal - Proíbe o aumento injustificado do preço de produtos ou serviços e dá outras providências, no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do coronavírus – Covid-19. Inconstitucional
  • PL 468/2020, do deputado Marcos Mansur - Dispõe sobre a criação dos Programas “Criança Consciente” e “Adolescente Consciente”, com fins de informação e prevenção à violências e abusos sofridos por crianças e adolescentes. Aprovado com emenda
  • PL 748/2019, do deputado Gandini - Altera a Lei 6.150, de 08 de fevereiro de 2000, que torna prioritário o embarque e desembarque dos maiores de 65 (sessenta e cinco) anos, nos transportes coletivos intermunicipais. Aprovado
  • PL 124/2020, do deputado Capitão Assumção - Assegura a possibilidade de acesso à autoescola e início do processo de emissão de Carteira Nacional de Habilitação em até três meses antes do atingimento da maioridade penal. Inconstitucional
  • PL 435/2020, do deputado Doutor Hércules - Acrescenta item ao Anexo (I) único da Lei 10.973, de 14 de janeiro de 2019, instituindo o "Junho Laranja", mês de prevenção e luta pelos direitos dos queimados. Aprovado
  • PL 227/2019, do deputado Fabricio Gandini - Dispõe sobre a obrigatoriedade de os estabelecimentos comerciais, que anunciarem a oferta de produtos e serviços em promoção, de informar ao consumidor, em conjunto com o valor da oferta vigente, o valor imediatamente anterior praticado pelo estabelecimento para a comercialização do produto ou serviço. Aprovado com emendas
  • Mensagem de veto 11/2021, do governador do Estado - Encaminha as razões de Veto Total ao Autógrafo de Lei 29/2021, de autoria do Deputado Carlos Von, relacionado ao Projeto de Lei 816/2019. Veto rejeitado
  • Mensagem de veto 15/2021, do governador do Estado - Encaminha as razões de Veto Total ao Autógrafo de Lei 51/2021, de autoria do Deputado Marcos Garcia, relacionado ao Projeto de Lei nº 603/2019. Veto mantido
  • PDL 9/2021, da Mesa Diretora - Reconhece, para os fins do disposto no art. 65 da Lei Complementar Federal 101, de 4 de maio de 2000, a ocorrência do estado de calamidade pública no Município de Cariacica. Aprovado
  • PDL 10/2021, da Mesa Diretora - Reconhece, para os fins do disposto no art. 65 da Lei Complementar Federal 101, de 4 de maio de 2000, a ocorrência do estado de calamidade pública no Município de Marataízes. Aprovado
  • PDL 12/2021, da Mesa Diretora - Reconhece, para os fins do disposto no art. 65 da Lei Complementar Federal 101, de 4 de maio de 2000, a ocorrência do estado de calamidade pública no Município de Mucurici. Aprovado
  • PDL 13/2021, da Mesa Diretora - Reconhece, para os fins do disposto no art. 65 da Lei Complementar Federal 101, de 4 de maio de 2000, a ocorrência do estado de calamidade pública no Município de São Mateus. Aprovado
  • PDL 14/2021, do deputado Erick Musso - Reconhece, para os fins do disposto no art. 65 da Lei Complementar Federal 101, de 4 de maio de 2000, a ocorrência do estado de calamidade pública no Município de Santa Leopoldina. Aprovado
  • PDL 15/2021, do deputado Erick Musso - Reconhece, para os fins do disposto no art. 65 da Lei Complementar Federal 101, de 4 de maio de 2000, a ocorrência do estado de calamidade pública no Município de Vila Velha. Aprovado  
     
First slide
First slide
First slide
PL amplia conselho de controle interno
Projeto do governo inclui representantes do Executivo e Legislativo municipais 
Finanças aprova projetos na área ambiental
Uma das matérias proíbe que carro fumacê pulverize inseticidas que possam ser nocivos a insetos polinizadores, como as abelhas
PL muda critério para repasse a municípios
Proposta do governo regulamenta casos de excepcionalidade quando, por motivo de força maior, não puder ser realizada avaliação de desempenho da educação básica
Registro voluntário de paternidade terá isenção
Medida é uma das três novas leis de iniciativa parlamentar publicadas no diário oficial desta terça-feira (27)
PL amplia conselho de controle interno
Projeto do governo inclui representantes do Executivo e Legislativo municipais 
Finanças aprova projetos na área ambiental
Uma das matérias proíbe que carro fumacê pulverize inseticidas que possam ser nocivos a insetos polinizadores, como as abelhas
PL muda critério para repasse a municípios
Proposta do governo regulamenta casos de excepcionalidade quando, por motivo de força maior, não puder ser realizada avaliação de desempenho da educação básica