Projeto propõe nova política de agroecologia

Medida visa promover qualidade de vida por meio do equilíbrio entre consumo de alimentos saudáveis e conservação de recursos e bens naturais

Por Marcos Bonn, com edição de Titina Cardoso | Atualizado há 7 dias

Produtora segurando folha de taioba
Objetivo é incentivar o desenvolvimento da agroecologia e da produção orgânica / Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O deputado Renzo Vasconcelos (PP) propõe nova política estadual nas áreas de agroecologia, produção orgânica e extrativismo sustentável orgânico. A proposta consta no Projeto de Lei (PL) 147/2021 e objetiva promover qualidade de vida por meio do equilíbrio entre o consumo de alimentos saudáveis pelos capixabas e a conservação de recursos e bens naturais. 

Conforme a justificativa do texto, desde 2008 o Brasil ocupa o posto de maior consumidor de agrotóxicos do mundo – à frente inclusive dos EUA, maior produtor mundial de alimentos. “O Espirito Santo é produtor destacado em vários produtos agrícolas, principalmente grãos, que por sua vez detêm considerável parcela do comércio de agrotóxicos, que são fonte de preocupação crescente de saúde pública”, frisa o deputado.

Portanto, pontua ele na justificativa da proposição, o objetivo da matéria é “promover e incentivar o desenvolvimento da agroecologia e da produção orgânica no estado”, sobretudo a agricultura familiar. Conforme o deputado, essa modalidade de cultivo é responsável por 70% da produção de alimentos no Brasil. 

Para viabilizar a política, o projeto aponta como fonte de financiamento recursos do Tesouro do Estado e oriundos de convênios com a União e com outros estados, recursos e fundos internacionais, de empresas e de instituições financeiras, de organismos multilaterais e de organizações não governamentais, além daqueles advindos de operações de crédito.

Princípios

O autor lista, entre outros, diretrizes, instrumentos e princípios da Política Estadual de Agroecologia, Produção Orgânica e de Extrativismo Sustentável Orgânico. Dentro do último tema, constam itens como o desenvolvimento sustentável, preservação e conservação ecológica com inclusão social, fomento e incentivo à criação de cadeias produtivas orgânicas e participação e protagonismo social e empresarial.

Além disso, o PL lista 17 diretrizes a serem seguidas. Entre elas estão o apoio à geração e à utilização de energias renováveis, o incentivo à permanência da população no meio rural, o estímulo à diversificação da produção agrícola, territorial e da paisagem rural e ao consumo de alimentos agroecológicos e orgânicos, bem como o fomento à socialização de conhecimentos nas modalidades de ensino, pesquisa e extensão.

Entre os instrumentos que poderão ser usados na política constam tópicos como a celebração de parcerias e termos de cooperação com entidades (públicas e privadas), o acesso à assistência técnica e extensão rural orientada à área de produção agroecológica, além da utilização de fundos estaduais, crédito rural, linhas de financiamento, subsídios e diferenciação tributária e fiscal – os instrumentos de benefício financeiro estão autorizados a serem criados pelo Estado. 

Atualmente, está em vigor a Lei Ordinária 10.951/2018, sobre a Política Estadual de Produção Agroecológica e Orgânica.

Tramitação 

As comissões de Justiça, Meio Ambiente e Finanças analisarão a proposta. 
 

Deputados: Renzo Vasconcelos
PL que suspende despejos tramita em urgência
Iniciativa paralisa reintegrações de posse na pandemia por até 90 dias após suspensão do período de calamidade pública no Estado
Isenção de taxas de cartório é alvo de projeto
Entidades beneficentes das áreas de assistência social e meio ambiente poderão ser beneficiadas com ampliação de serviços passíveis de gratuidade em cartórios
Covid: PL determina uso de sobras de vacina
Iniciativa de Capitão Assumção prevê que doses não aplicadas sejam destinadas a pessoas maiores de 18 anos sem comorbidades
Agenda: reunião sobre passe livre para pessoas com HIV
Integração dos ônibus de Vitória ao sistema Transcol ameaça direito para quem está nesse grupo e ganha até 3 salários
PL que suspende despejos tramita em urgência
Iniciativa paralisa reintegrações de posse na pandemia por até 90 dias após suspensão do período de calamidade pública no Estado
Isenção de taxas de cartório é alvo de projeto
Entidades beneficentes das áreas de assistência social e meio ambiente poderão ser beneficiadas com ampliação de serviços passíveis de gratuidade em cartórios
Covid: PL determina uso de sobras de vacina
Iniciativa de Capitão Assumção prevê que doses não aplicadas sejam destinadas a pessoas maiores de 18 anos sem comorbidades