PL amplia debate sobre direitos infantojuvenis

Proposta de Iriny Lopes pretende valorizar Estatuto da Criança e do Adolescente no Espírito Santo

Por Patricia Bravin

Crianças reunidas fazem refeição em mesa na escola
Debates sobre estatuto deverão ocorrer na segunda semana de julho, diz PL / Foto: Diego Alves/Prefeitura de Vitória

Divulgar e promover a valorização do Estatuto da Criança e do Adolescente (Ecriad, antigo ECA) por meio de uma semana voltada especialmente aos debates sobre o assunto é objetivo do Projeto de Lei (PL) 20/2021. 

Proposta pela deputada Iriny Lopes (PT), a iniciativa cria e inclui no calendário oficial de eventos do Espírito Santo a Semana de Divulgação e Valorização do Estatuto da Criança e do Adolescente. Com isso, a autora pretende ampliar os diálogos sobre o principal instrumento normativo de proteção do público infantojuvenil. 

O texto diz que a semana deverá ocorrer anualmente na segunda semana de julho, mês em que é celebrado o Dia do Estatuto da Criança e do Adolescente. A legislação foi criada em 1990, por meio da Lei 8.069. A matéria foi encaminhada para análise da Comissão de Justiça, colegiado responsável por analisar conclusivamente propostas sobre inclusão de datas comemorativas no calendário oficial. 

Uma das finalidades da medida, conforme o PL, é a divulgação de conteúdo do Ecriad, de forma a esclarecer à comunidade sobre sua finalidade, alcance e aspectos legais com intuito de promover a valorização da norma. A iniciativa também pretende afirmar a essencialidade de tal instrumento na promoção de direitos fundamentais.

A proposição ainda objetiva discutir a adoção de políticas e atividades permanentes de forma a ampliar o conhecimento e o respeito ao estatuto e aproximar a comunidade dos Conselhos Tutelares, divulgando informações sobre o trabalho e a competência destes órgãos.

A deputada Iriny Lopes explica que é preciso chamar a sociedade em geral para debater e conscientizar sobre a importância do estatuto, criado há mais de 30 anos, e considerado o principal instrumento normativo do Brasil sobre o tema.

“É o principal instrumento normativo do Brasil sobre os direitos da criança e do adolescente, incorporou os avanços preconizados na Convenção sobre os Direitos da Criança das Nações Unidas e  trouxe o caminho para se concretizar o Artigo 227 da Constituição Federal, que determinou  direitos e garantias fundamentais das crianças e adolescentes”, defende a autora.

Deputados: Iriny Lopes
CPI resgata animais em Cariacica
Cachorro com sinais de maus-tratos foi resgatado e tutora multada; no início da semana, a CPI recolheu uma cadela debilitada que estava nas ruas do município da Gran...
Comissão fiscalizará obras da Abido Saadi
Grupo também acompanhará serviços no Contorno de Jacaraípe, município da Serra
Envolvimento de jovens com o tráfico em debate
Convidados da Comissão de Proteção à Criança e ao Adolescente apontaram importância de investimentos sociais para evitar o envolvimento de jovens com a criminalidade
Comarcas: Musso pede diálogo com TJ
Presidente da Casa afirmou que espera uma reavaliação da Corte sobre a decisão diante de manifestações contrárias de gestores municipais e parlamentares
CPI resgata animais em Cariacica
Cachorro com sinais de maus-tratos foi resgatado e tutora multada; no início da semana, a CPI recolheu uma cadela debilitada que estava nas ruas do município da Gran...
Comissão fiscalizará obras da Abido Saadi
Grupo também acompanhará serviços no Contorno de Jacaraípe, município da Serra
Envolvimento de jovens com o tráfico em debate
Convidados da Comissão de Proteção à Criança e ao Adolescente apontaram importância de investimentos sociais para evitar o envolvimento de jovens com a criminalidade