Cultura aprova inclusão de bens no patrimônio

Projetos declaram como patrimônio artístico-cultural imaterial o Forró de Itaúnas e o Bauernmalerei, técnica de pintura germânica utilizada no artesanato da região serrana

Por Márcia Tourinho | Atualizado há 1 ano

Dois pratos e dois porta-chaves de madeira pintados
Bauernmalerei já é considerado patrimônio imaterial em Marechal e Domingos Martins / Foto: Prefeitura Domingos Martins

Duas matérias que agregam bens ao patrimônio artístico-cultural imaterial do Espírito Santo tiveram mérito aprovado pela Comissão de Cultura e Comunicação Social da Assembleia Legislativa (Ales). O colegiado realizou reunião virtual na manhã desta segunda-feira (7).

O presidente da comissão, deputado Torino Marques (PSL), relatou o Projeto de Lei (PL) 652/2019, que declara o Bauernmalerei como patrimônio imaterial. A iniciativa é do deputado Adilson Espindula (PTB). 

Conforme destacou Torino, “a técnica de pintura trazida para o Brasil pelos germânicos faz parte da cultura capixaba, sendo representativa da região serrana“. O Bauernmalerei é uma técnica criada por camponeses da Alemanha, Áustria e Suíça e caracteriza-se por pinceladas livres e únicas, em forma de vírgula, gota ou “S”, aplicadas sobre portas, janelas, molduras, entre outros objetos. 

Na justificativa do projeto, Espindula menciona que o artesanato representa a região serrana e é considerado por lei patrimônio cultural imaterial de Marechal Floriano e Domingos Martins. 

Forró de Itaúnas 

Também recebeu parecer favorável o PL 696/2019, que inclui o Forró de Itaúnas na lista do patrimônio imaterial. A matéria de Torino Marques (PSL) foi relatada pelo deputado Danilo Bahiense (sem partido), que considerou pertinente conceder tal categoria “à dança e arte que desde 1985 é praticada no município do litoral norte capixaba e que teve mais força e abrangência nacional a partir de 2001 e (o local) que hoje é visitado internacionalmente".

Ao todo, o colegiado analisou o mérito de oito matérias, sendo sete aprovadas por unanimidade. Foi acolhido pela comissão, seguindo o relatório de Torino Marques, o PL 860/2019, que autoriza quiosques localizados na orla do estado a produzir e servir a moqueca capixaba. Hoje a prática está sujeita a multa, segundo o autor do projeto, deputado Carlos Von (Avante).

O PL 140/2019, que estabelece normas e critérios básicos para instalação de lavatórios e banheiros químicos em eventos realizados em espaços públicos e privados, recebeu parecer pela rejeição. Torino Marques, que relatou a matéria de Euclério Sampaio (DEM), disse que a iniciativa é inconstitucional. 

Projetos analisados

  • PL 140/2019, de Euclério Sampaio (DEM): estabelece normas e critérios básicos para a infraestrutura sanitária, bem como instalação de lavatório nos banheiros químicos dos eventos organizados nos espaços públicos ou privados no âmbito do Estado do Espírito Santo. Decisão da Comissão de Cultura: parecer pela rejeição.
  • PL 123/2019, do Delegado Lorenzo Pazolini (Republicanos): altera a Lei 7.737/2004, sobre a meia-entrada em locais públicos de cultura, esporte e lazer para doadores de sangue e de órgãos. Situação na Cultura: parecer pela aprovação. 
  • PL 652/2019, de Adilson Espindula (PTB): declara o Bauernmalerei como patrimônio cultural imaterial do Espírito Santo. Decisão da Comissão de Cultura: parecer pela aprovação.
  • PL 397/2019, de Renzo Vasconcelos (Progressistas): institui o pagamento da meia-entrada às doadoras de leite humano materno no estado. Decisão da Comissão de Cultura: parecer pela aprovação.
  • PL 921/2019, de Marcos Garcia (PV): obriga sites de venda a fornecer informações prévias sobre a oferta de ingressos de eventos no que se refere à quantidade por lote e ao período de disponibilidade. Decisão da Comissão de Cultura: parecer pela aprovação. 
  • PL 696/2019, de Torino Marques (PSL): declara o Forró de Itaúnas patrimônio artístico e cultural imaterial do estado do Espírito Santo. Decisão da Comissão de Cultura: parecer pela aprovação. 
  • PL 860/2019, de Carlos Von (Avante): garante aos estabelecimentos comerciais situados na orla capixaba o direito de preparar, produzir e comercializar a moqueca capixaba. Decisão da Comissão de Cultura: parecer pela aprovação.
  • PL 284/2018, de Euclério Sampaio (DEM): dispõe sobre o uso de cartão passe escolar como documento para concessão do benefício da meia-entrada aos estudantes no estado. Decisão da Comissão de Cultura: parecer pela aprovação.
First slide
First slide
First slide
First slide
Comissões: Cultura
Solene homenageia defensores públicos
Sessão também foi marcada por reivindicações como melhorias estruturais, concursos e aumento no orçamento da instituição
Desabamento: Ales homenageia bombeiros
Ato foi em reconhecimento à equipe que, por 20 horas, trabalhou no resgate de vítimas de acidente ocorrido em Vila Velha, em abril
Bancos: regras de segurança serão alteradas
Proposta do governo aprovada pelos deputados adapta lei estadual à federal, contemplando cooperativas de crédito
Cariacica debate violência infantojuvenil
Foi proposto que municípios incluam em seus orçamentos recursos para construir rede integrada de atendimento
Solene homenageia defensores públicos
Sessão também foi marcada por reivindicações como melhorias estruturais, concursos e aumento no orçamento da instituição
Desabamento: Ales homenageia bombeiros
Ato foi em reconhecimento à equipe que, por 20 horas, trabalhou no resgate de vítimas de acidente ocorrido em Vila Velha, em abril
Bancos: regras de segurança serão alteradas
Proposta do governo aprovada pelos deputados adapta lei estadual à federal, contemplando cooperativas de crédito