Saúde conhece projeto de saneamento para VV

Segundo a subsecretária Zilma Lyra, plano de macrodrenagem do governo do Estado prevê a construção de nove estações de bombeamento no município

Por Larissa Lacerda

Zilma Lyra em tela de computador
Obras visam diminuir em 50% a extensão de áreas alagadas, de acordo com Zilma Lyra / Foto: Ellen Campanharo

Problema recorrente no município de Vila Velha, os alagamentos trazem prejuízos, anualmente, para a população. As obras de saneamento previstas pelo governo do Estado para minimizar a situação foram apresentadas pela subsecretária de Estado de Saneamento e Programas Urbanos, Zilma Peterli Lyra, na reunião desta terça-feira (15) da Comissão de Saúde e Saneamento da Assembleia Legislativa (Ales). 

De acordo com Zilma Lyra, para reduzir os alagamentos na cidade o governo vai realizar obras de macrodrenagem que englobam a construção de nove estações de bombeamento distribuídas em diferentes pontos do município. 

O projeto da Secretaria de Estado de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano (Sedurb) também contempla a construção de três comportas de maré; dois diques (Marilândia e Pontal das Garças); sete quilômetros de galerias; 11 passarelas; quatro pontes; área de convivência/parque linear (Grande Cobilândia e Aribiri); sete quilômetros de ciclovias; urbanização do canal Guaranhuns; ampliação do Canal Diagonal e do Canal do Dique; e a dragagem do Canal Marinho. O investimento total previsto é de cerca de R$ 470 milhões.

Os processos de licitações das obras já estão em andamento. A expectativa da Sedurb é que as obras sejam concluídas em 2021. Após a conclusão, o governo pretende alcançar uma redução de 50% na extensão das áreas que costumam ser alagadas no município.

Para o presidente da Comissão de Saúde, deputado Doutor Hércules (MDB), as obras de macrodrenagem em Viva Velha “vão diminuir os alagamentos, melhorar a saúde e também a segurança da população”.
 

Comissões: Saúde
Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica
Novo Carmélia promete reforçar área cultural
Revitalização do teatro é um dos destaques do projeto de reforma, apresentado à Comissão de Cultura da Assembleia
Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica