PL quer zerar imposto de itens da cesta básica

Proposta de Vandinho Leite é abrir mão do valor do ICMS para baratear o valor dos produtos 

Por Gleyson Tete

Mãos seguram carrinho de supermercado
Para Vandinho, desoneração seria opção para possibilitar preços mais justos / Foto: Divulgação

Reduzir a zero o valor do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) incidente sobre os gêneros alimentícios que compõem a cesta básica no Espírito Santo enquanto durarem os efeitos da pandemia do novo coronavírus. Esse é o objetivo do Projeto de Lei (PL) 476/2020, do deputado Vandinho Leite (PSDB). 

O parlamentar argumenta que, no cenário atual, os preços foram elevados de forma descabida por uma série de fatores decorrentes da pandemia, como queda na produção das mercadorias, crescimento das exportações, aumento do consumo e desvalorização do real ante outras moedas, como o dólar. Por isso, Vandinho acredita que a desoneração seria a forma mais adequada para ajudar os cidadãos com preços mais justos.

“Entendo que não se pode culpar os empresários, seja do mercado atacadista ou mesmo da indústria pela elevação dos preços, tendo em vista que se está diante de um fenômeno imprevisto de efeitos mundiais, não sendo razoável ações contra esses, que já pagam uma das maiores cargas tributárias do planeta”, justifica o tucano. 

De acordo com a iniciativa, os seguintes produtos fazem parte da cesta básica estadual: feijão, arroz, açúcar refinado e cristal, leite pasteurizado líquido, café torrado ou moído, sal de cozinha, produtos comestíveis de gado e aves, pão francês de até 200g, óleo de soja, farinha de mandioca, farinha de trigo, massa de macarrão desidratada, pescados em lata, salsicha, linguiça, mortadela, charque, vinagre, alho, margarina vegetal em embalagem de até 500 gramas e fubá de milho.

Vandinho ressalta que estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) acerca dos impactos tributários nas cestas básicas do País apontou uma oneração média de 12% nesse conjunto de produtos. Além disso, dados da pesquisa mensal do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) sobre o valor das cestas indicam a do Estado como uma das de maior preço para os consumidores.

Se a matéria for aprovada e virar lei, o Poder Executivo vai ter de emitir decreto regulamentando o que for necessário para a execução da norma, que deverá entrar em vigor na data de sua publicação em diário oficial. 

Tramitação

A proposição foi lida na sessão ordinária virtual do último dia 9 de setembro e deve passar pelas comissões de Justiça e Finanças, antes de seguir para análise no Plenário da Casa.
 

Deputados: Vandinho Leite
Dois vetos e dez urgências na pauta desta quarta
Vetos precisam ser analisados para destrancar a pauta e permitir análise dos demais itens
Deputados orientam sobre câncer de mama
Majeski, Doutor Hércules e Janete de Sá apontaram necessidade de diagnóstico precoce e ações para ampliar acesso de pacientes a exames
Entidade beneficente pede apoio para mais recursos
Instituto que oferta residências inclusivas a pessoas com deficiência alega defasagem nos repasses financeiros por causa da inflação
Segundo turno: liberada campanha nas ruas
Horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão tem início na sexta-feira (7)
Dois vetos e dez urgências na pauta desta quarta
Vetos precisam ser analisados para destrancar a pauta e permitir análise dos demais itens
Deputados orientam sobre câncer de mama
Majeski, Doutor Hércules e Janete de Sá apontaram necessidade de diagnóstico precoce e ações para ampliar acesso de pacientes a exames
Entidade beneficente pede apoio para mais recursos
Instituto que oferta residências inclusivas a pessoas com deficiência alega defasagem nos repasses financeiros por causa da inflação