Ales atua para reduzir impactos ao meio ambiente

Iniciativas visam reforçar conscientização de servidores sobre uso sustentável de materiais. Casa terá 3 anos para zerar uso de descartáveis plásticos de uso único

Por Nicolle Expósito

Copo descartável
Três anos é o prazo para a Assembleia Legislativa eliminar o uso de descartáveis / Foto: Lissa de Paula

A Assembleia Legislativa (Ales) terá três anos para eliminar o uso de copos, recipientes, talheres e outros utensílios descartáveis de uso único destinados ao consumo de bebidas e alimentos. É o que diz a Resolução 6.497, em vigor desde 10 de outubro. A iniciativa do deputado Emílio Mameri (PSDB) define um cronograma para redução progressiva de compras de produtos descartáveis até sua completa eliminação em 2022 e substituição por materiais sustentáveis ou reutilizáveis.

Antes mesmo de vencer o prazo para a eliminação dos descartáveis já há quem evite o uso de materiais nocivos ao meio ambiente. A servidora Márcia Guimarães Abrahão não usa mais copos plásticos há nove anos. Ela usa uma caneca para água, outra para o café além de uma garrafa que usa sempre que precisa se deslocar a outros setores. “Acho que nós servidores fazemos parte desse grupo, desse pensar, desse futuro sustentável", avalia.

A eliminação dos descartáveis é uma das medidas adotadas pela Casa para reduzir impactos ao meio ambiente. Uma preocupação que se intensifica, sobretudo no contexto de tragédias ambientais de grandes proporções no país, como o rompimento de barragens de minério e alastramento de petróleo na costa nordestina.

Recentemente a Casa iniciou uma campanha para sensibilizar sobre o uso consciente de papel, um dos principais materiais de expediente utilizados na Casa. O “Acerte na Caixa”, realizado pela Escola do Legislativo, pretende evitar o uso desnecessário e estimular os servidores a descartarem adequadamente o papel utilizado para a reciclagem.

“Orientamos para que cada setor pudesse fazer a adoção de uma caixa pequena, média ou grande de acordo com a demanda. Foi uma forma fácil, simples, para que todo servidor possa levar essa ideia pra sua casa e sua comunidade”, frisa Renata Gorayeb, coordenadora do Reciclales, projeto criado por resolução em 2003, que atua com objetivo de desenvolver o senso de sustentabilidade entre os servidores.

Reciclagem

Uma das ações desenvolvidas por meio do Reciclales é a separação de materiais e destinação para a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Vitória (Ascamare) e Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis da Ilha de Vitória (Amarive). Por ano são recolhidas cerca de 24 toneladas de materiais recicláveis. Outra ação do projeto é a coleta de óleo de cozinha usado e destinação para a reciclagem.

Ales Digital

A digitalização de processos é outra medida adota pela Assembleia com o objetivo de reduzir o uso de papel. Com a virtualização de processos legislativos e administrativos, a Casa espera economizar cerca de R$1 milhão por ano e poupar 40 árvores.

Covid: projeto cria data para lembrar vítimas
Objetivo é recordar as mortes e prestar solidariedade às pessoas que convivem com as sequelas da doença
PL cria política para estudante com epilepsia
Medida de Renzo Vasconcelos visa permitir que pessoas com essa condição recebam o acompanhamento educacional adequado
PL garante alimento a estudantes nas férias
Itens da merenda escolar deverão ser entregues na forma de cesta básica, prevê projeto
Deputados: chuvas pedem ações contínuas
Parlamentares frisaram a necessidade de ações permanentes e de cuidados com o meio ambiente para prevenir os impactos decorrentes das chuvas
Covid: projeto cria data para lembrar vítimas
Objetivo é recordar as mortes e prestar solidariedade às pessoas que convivem com as sequelas da doença
PL cria política para estudante com epilepsia
Medida de Renzo Vasconcelos visa permitir que pessoas com essa condição recebam o acompanhamento educacional adequado
PL garante alimento a estudantes nas férias
Itens da merenda escolar deverão ser entregues na forma de cesta básica, prevê projeto