PR modifica auditoria de controle interno

Aprovada na sessão desta terça (18), matéria designa consultores temáticos parlamentares para desempenhar função conforme recomendação do Tribunal de Contas

Por Redação Web Ales

Plenário Dirceu Cardoso
Controle interno deve ser feito por servidores efetivos, justifica matéria / Foto: Tati Beling

A realização de auditorias de controle interno na Assembleia Legislativa (Ales) será atribuição dos Consultores Temáticos Parlamentares da Casa. A mudança está prevista no Projeto de Resolução (PR) 48/2018, da Mesa Diretora, que passou por análise conjunta das comissões de Justiça, Finanças e Mesa, em Plenário, nesta terça-feira (18).

De acordo com o texto, as auditorias serão, preferencialmente, preventivas e por determinação da Mesa Diretora, “envolvendo os aspectos contábeis e administrativos com o intuito de assegurar o fiel cumprimento à legislação vigente”. A medida atende exigência do Tribunal de Contas do Estado (TCE-ES), de que o controle interno seja feito por servidores efetivos e com competência técnica, para não haver interrupção ou interferência política.

“O auditor interno representa um aliado da administração, na medida em que trabalha interna e preventivamente as atividades desenvolvidas no âmbito da instituição, objetivando dirimir os problemas administrativos e financeiros”, reforça mensagem de justificativa.

Atualmente a Ales conta com consultores temáticos em áreas como agricultura, meio ambiente, contabilidade, administração, engenharia e saúde.

Com a aprovação da matéria, novo texto será acrescentado à Resolução 2.890/2010 que trata da estrutura organizacional dos serviços administrativos da Casa. 
 

Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica
Novo Carmélia promete reforçar área cultural
Revitalização do teatro é um dos destaques do projeto de reforma, apresentado à Comissão de Cultura da Assembleia
Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica