PR modifica auditoria de controle interno

Aprovada na sessão desta terça (18), matéria designa consultores temáticos parlamentares para desempenhar função conforme recomendação do Tribunal de Contas

Por Redação Web Ales

Plenário Dirceu Cardoso
Controle interno deve ser feito por servidores efetivos, justifica matéria / Foto: Tati Beling

A realização de auditorias de controle interno na Assembleia Legislativa (Ales) será atribuição dos Consultores Temáticos Parlamentares da Casa. A mudança está prevista no Projeto de Resolução (PR) 48/2018, da Mesa Diretora, que passou por análise conjunta das comissões de Justiça, Finanças e Mesa, em Plenário, nesta terça-feira (18).

De acordo com o texto, as auditorias serão, preferencialmente, preventivas e por determinação da Mesa Diretora, “envolvendo os aspectos contábeis e administrativos com o intuito de assegurar o fiel cumprimento à legislação vigente”. A medida atende exigência do Tribunal de Contas do Estado (TCE-ES), de que o controle interno seja feito por servidores efetivos e com competência técnica, para não haver interrupção ou interferência política.

“O auditor interno representa um aliado da administração, na medida em que trabalha interna e preventivamente as atividades desenvolvidas no âmbito da instituição, objetivando dirimir os problemas administrativos e financeiros”, reforça mensagem de justificativa.

Atualmente a Ales conta com consultores temáticos em áreas como agricultura, meio ambiente, contabilidade, administração, engenharia e saúde.

Com a aprovação da matéria, novo texto será acrescentado à Resolução 2.890/2010 que trata da estrutura organizacional dos serviços administrativos da Casa. 
 

Bolsonaro é o preferido dos capixabas
O atual presidente obteve 52,23% dos votos computados contra 40,40% do ex-presidente Lula no estado; os dois vão disputar o segundo turno
Meneguelli é o deputado mais votado da história
Ex-prefeito e ex-vereador de Colatina, Sérgio Meneguelli obteve 138.523 votos, superando a marca de Guerino Zanon, de 2006
Eleições: fila para votação e 18 pessoas detidas no ES
Para as autoridades, número de ocorrências de crime eleitoral foi pequeno e, de maneira geral, eleições aconteceram com tranquilidade
Proibida a prisão de eleitores
Garantia vai até 48 horas após o pleito de domingo, à exceção de flagrante delito, sentença condenatória por crime inafiançável e desrespeito a salvo-conduto
Bolsonaro é o preferido dos capixabas
O atual presidente obteve 52,23% dos votos computados contra 40,40% do ex-presidente Lula no estado; os dois vão disputar o segundo turno
Meneguelli é o deputado mais votado da história
Ex-prefeito e ex-vereador de Colatina, Sérgio Meneguelli obteve 138.523 votos, superando a marca de Guerino Zanon, de 2006
Eleições: fila para votação e 18 pessoas detidas no ES
Para as autoridades, número de ocorrências de crime eleitoral foi pequeno e, de maneira geral, eleições aconteceram com tranquilidade