Arquivamento de denúncia contra Rodrigo é repercutido

Pedetista comentou decisão do Ministério Público e agradeceu manifestações de apoio que recebeu de colegas do Parlamento

Por João Caetano Vargas

Rodrigo Coelho
“Minha surpresa foi muito grande quando recebi essa denúncia", revelou / Foto: Tati Beling

O Ministério Público do Espírito Santo (MPES) decidiu arquivar denúncia contra o deputado Rodrigo Coelho (PDT) e a medida repercutiu na sessão ordinária desta quarta-feira (13). O parlamentar agradeceu o apoio de seus pares e reafirmou que tinha certeza de que esse seria o desfecho do caso por entender que as acusações não tinham fundamentação.

 

O deputado disse que estava aguardando a decisão da Justiça para se manifestar. “Minha surpresa foi muito grande quando recebi essa denúncia e desde então não fiz nenhuma abordagem sobre esse assunto”, afirmou Rodrigo Coelho. O MPES decidiu arquivar a denúncia após a Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ) indeferir a instauração de procedimento criminal contra o parlamentar.

 

“O Ministério entendeu que não existe nenhum fato a ser investigado sobre mim”, explicou o deputado. Ele também agradeceu as manifestações dos demais parlamentares a seu favor. “Na classe política o comum é os políticos se atacarem na intenção de tirar vantagem e aqui aconteceu justamente o contrário”, pontuou.

 

O líder do governo falou sobre o momento de falta de credibilidade que vive a classe política, mas disse que não é certo generalizar, colocando todos “no mesmo balaio”. Ele confessou ter ficado emocionado com o depoimento de parlamentares da oposição como foi o caso de Sergio Majeski (PSB).

 

“Não podíamos esperar outro desfecho para essa denúncia, basta observarmos a conduta do deputado aqui na Casa”, afirmou Majeski na sessão desta quarta-feira.

 

Entenda o caso

 

Rodrigo Coelho foi citado por Rodrigo Medeiros, diretor da construtora Odebrecht, em delação premiada na Operação Lava Jato. O delator afirmou que a empresa teria repassado R$ 640 mil a políticos do Partido dos Trabalhadores (PT) entre 2013 e 2014 para financiar a campanha do deputado.

Deputados: Rodrigo Coelho
Proposta homenageia escritor capixaba
Iniciativa declara Amâncio Pinto Pereira patrono da Educação no Espírito Santo e busca dar visibilidade à produção literária do capixaba
Bancos de leite amparam mulheres na amamentação
Além de prover bebês internados com o leite doado, essas instituições também orientam mães no aleitamento  
Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros
Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH
Proposta beneficia servidores das polícias Civil, Militar, Penal, Bombeiro Militar e do Iases responsáveis pela condução de veículos dos órgãos
Proposta homenageia escritor capixaba
Iniciativa declara Amâncio Pinto Pereira patrono da Educação no Espírito Santo e busca dar visibilidade à produção literária do capixaba
Bancos de leite amparam mulheres na amamentação
Além de prover bebês internados com o leite doado, essas instituições também orientam mães no aleitamento  
Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros