Majeski repercute reuniões do governador no STF

De acordo com tucano, jornais não publicaram encontro de Paulo Hartung com ministros do Supremo Edson Fachin e Rosa Weber

Por Gleyson Tete

Erick Musso
Presidente da Casa anunciou na sessão que será concedido abono a servidores do Legislativo / Foto: Tati Beling

O deputado Sergio Majeski (PSDB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa durante a sessão ordinária na Fase das Comunicações desta segunda-feira (11) para comentar a respeito dos encontros que o governador Paulo Hartung (PMDB) teve na última semana, em Brasília, com ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

 

“Poucos jornais anunciaram, mas está na agenda do STF que o governador teve audiência como dois ministros: Edson Facchin, para tratar da denúncia sobre propina da Odebrecht que o governador teria recebido, e com Rosa Weber, para tratar dos 25% não aplicados na Educação”, esclareceu.

 

Majeski lembrou que este último tema teve como origem denúncia que ele fez em março à Procuradoria-Geral da República (PGR) acatada pelo então procurador-geral Rodrigo Janot. “Ele transformou em ação no STF pedindo a inconstitucionalidade da resolução do Tribunal de Contas que tem amparado o governo numa grave inconstitucionalidade – a da não aplicação do mínimo de 25% na Educação”, disse. 

 

O parlamentar ainda criticou entrevista que o secretário de Estado da Educação, Haroldo Rocha, concedeu também na semana passada para Folha de São Paulo. “Fala que tem responsabilidade com a educação quando não cumpre o mínimo (de investimento) desde 2011. Só esse ano está perdendo R$ 620 milhões. Fecharam 50 escolas estaduais num Estado com 50 mil jovens de 4 a 17 anos fora da escola. Extrapola a hipocrisia e a cara de pau”, disparou.

 

Abono

 

O presidente da Casa, Erick Musso (PMDB), anunciou na sessão que – assim como o Poder Executivo – iria elaborar um projeto de lei (PL) para conceder abono natalino no valor de R$ 1 mil para os servidores do Legislativo. De acordo com o parlamentar, o abono será possível em virtude da realização de um estudo “feito com responsabilidade e respeitando a austeridade nas contas públicas e gestão fiscal” que mostrou a viabilidade do pagamento.

 

Sessão caiu

 

Ao final da Fase das Comunicações, foi solicitada a recomposição de quórum. O deputado José Esmeraldo (PMDB) criticou o “esvaziamento” do plenário no momento da realização da sessão, mas Enivaldo dos Anjos (PSD), que presidia a sessão, explicou que era fruto da cerimônia de posse do novo presidente do Tribunal de Justiça (TJES) Sérgio Gama. “Ele é bastante conhecido e querido pelos deputados”, informou.

 

Como apenas cinco deputados registraram presença no painel eletrônico do Plenário Dirceu Cardoso - Amaro Neto (SD), Enivaldo, Jamir Malini (PP), Padre Honório (PT) e Sergio Majeski (PSDB) - e eram necessários dez, a sessão foi encerrada às 15h58 por falta de quórum sem a análise dos projetos que estavam na pauta da Ordem do Dia. Dessa forma, todos ficam adiados para a próxima sessão ordinária, a ser realizada nesta terça-feira (12) a partir das 15 horas.

Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica
Novo Carmélia promete reforçar área cultural
Revitalização do teatro é um dos destaques do projeto de reforma, apresentado à Comissão de Cultura da Assembleia
Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica