Majeski repercute reuniões do governador no STF

De acordo com tucano, jornais não publicaram encontro de Paulo Hartung com ministros do Supremo Edson Fachin e Rosa Weber

Por Gleyson Tete

Erick Musso
Presidente da Casa anunciou na sessão que será concedido abono a servidores do Legislativo / Foto: Tati Beling

O deputado Sergio Majeski (PSDB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa durante a sessão ordinária na Fase das Comunicações desta segunda-feira (11) para comentar a respeito dos encontros que o governador Paulo Hartung (PMDB) teve na última semana, em Brasília, com ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

 

“Poucos jornais anunciaram, mas está na agenda do STF que o governador teve audiência como dois ministros: Edson Facchin, para tratar da denúncia sobre propina da Odebrecht que o governador teria recebido, e com Rosa Weber, para tratar dos 25% não aplicados na Educação”, esclareceu.

 

Majeski lembrou que este último tema teve como origem denúncia que ele fez em março à Procuradoria-Geral da República (PGR) acatada pelo então procurador-geral Rodrigo Janot. “Ele transformou em ação no STF pedindo a inconstitucionalidade da resolução do Tribunal de Contas que tem amparado o governo numa grave inconstitucionalidade – a da não aplicação do mínimo de 25% na Educação”, disse. 

 

O parlamentar ainda criticou entrevista que o secretário de Estado da Educação, Haroldo Rocha, concedeu também na semana passada para Folha de São Paulo. “Fala que tem responsabilidade com a educação quando não cumpre o mínimo (de investimento) desde 2011. Só esse ano está perdendo R$ 620 milhões. Fecharam 50 escolas estaduais num Estado com 50 mil jovens de 4 a 17 anos fora da escola. Extrapola a hipocrisia e a cara de pau”, disparou.

 

Abono

 

O presidente da Casa, Erick Musso (PMDB), anunciou na sessão que – assim como o Poder Executivo – iria elaborar um projeto de lei (PL) para conceder abono natalino no valor de R$ 1 mil para os servidores do Legislativo. De acordo com o parlamentar, o abono será possível em virtude da realização de um estudo “feito com responsabilidade e respeitando a austeridade nas contas públicas e gestão fiscal” que mostrou a viabilidade do pagamento.

 

Sessão caiu

 

Ao final da Fase das Comunicações, foi solicitada a recomposição de quórum. O deputado José Esmeraldo (PMDB) criticou o “esvaziamento” do plenário no momento da realização da sessão, mas Enivaldo dos Anjos (PSD), que presidia a sessão, explicou que era fruto da cerimônia de posse do novo presidente do Tribunal de Justiça (TJES) Sérgio Gama. “Ele é bastante conhecido e querido pelos deputados”, informou.

 

Como apenas cinco deputados registraram presença no painel eletrônico do Plenário Dirceu Cardoso - Amaro Neto (SD), Enivaldo, Jamir Malini (PP), Padre Honório (PT) e Sergio Majeski (PSDB) - e eram necessários dez, a sessão foi encerrada às 15h58 por falta de quórum sem a análise dos projetos que estavam na pauta da Ordem do Dia. Dessa forma, todos ficam adiados para a próxima sessão ordinária, a ser realizada nesta terça-feira (12) a partir das 15 horas.

Bolsonaro é o preferido dos capixabas
O atual presidente obteve 52,23% dos votos computados contra 40,40% do ex-presidente Lula no estado; os dois vão disputar o segundo turno
Meneguelli é o deputado mais votado da história
Ex-prefeito e ex-vereador de Colatina, Sérgio Meneguelli obteve 138.523 votos, superando a marca de Guerino Zanon, de 2006
Eleições: fila para votação e 18 pessoas detidas no ES
Para as autoridades, número de ocorrências de crime eleitoral foi pequeno e, de maneira geral, eleições aconteceram com tranquilidade
Proibida a prisão de eleitores
Garantia vai até 48 horas após o pleito de domingo, à exceção de flagrante delito, sentença condenatória por crime inafiançável e desrespeito a salvo-conduto
Bolsonaro é o preferido dos capixabas
O atual presidente obteve 52,23% dos votos computados contra 40,40% do ex-presidente Lula no estado; os dois vão disputar o segundo turno
Meneguelli é o deputado mais votado da história
Ex-prefeito e ex-vereador de Colatina, Sérgio Meneguelli obteve 138.523 votos, superando a marca de Guerino Zanon, de 2006
Eleições: fila para votação e 18 pessoas detidas no ES
Para as autoridades, número de ocorrências de crime eleitoral foi pequeno e, de maneira geral, eleições aconteceram com tranquilidade