Censo agropecuário deve apontar real impacto da seca

Afirmação é de Max Fraga,superintendente regional do IBGE, que realiza o levantamento junto a 114 mil propriedades rurais no Estado

Por João Caetano Vargas

Eliana Dadalto, Padre Honório e Raquel Lessa
Censo do IBGE foi tema de pauta da reunião do colegiado de Agricultura - / Foto: Tati Beling

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) está realizando um novo censo agropecuário. De acordo com o superintendente regional da instituição, Max Athayde Fraga, 4,5 mil de um total de 114 mil propriedades rurais do Espírito Santo já responderam ao levantamento. O coordenador foi o convidado da Comissão de Agricultura desta terça-feira (17).

 

A expectativa é que os trabalhos sejam concluídos até fevereiro de 2018. Ao término da pesquisa os resultados serão enviados para a central nacional do instituto para realizar o mapeamento da situação das mais de 5 milhões de propriedades rurais do país.

 

O superintendente explicou que o levantamento será importante para mostrar o real impacto da seca que se abateu sobre o Estado, nos últimos anos, prejudicando a produção agrícola. “A realidade do campo será retratada por meio do censo, estamos visitando não apenas as grandes propriedades, mas também os pequenos agricultores familiares e até mesmo os de subsistência”, afirmou Fraga.

 

Dificuldades no censo

 

A presidente do colegiado, Janete de Sá (PMN), ressaltou a importância da pesquisa que foi feita pela última vez há uma década. “São dez anos desde o último censo e precisamos dessas informações para traçar politicas públicas e melhorar a situação do homem do campo”, afirmou a parlamentar.

 

Ao todo são 310 recenseadores espalhados pelos 78 municípios capixabas. De acordo com o superintendente uma das maiores dificuldades encontradas pelos profissionais é a falta de acesso à internet em muitas das propriedades, já que o trabalho de registro é todo realizado online, por meio de smartphones.

 

O coordenador regional do censo explicou que, por meio do último levantamento, foi possível conhecer melhor a realidade do homem do campo, permitindo ao governo fazer investimentos que alavancassem a produção, especialmente com os benefícios para o agricultor familiar. 

Comissões: Agricultura
Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica
Novo Carmélia promete reforçar área cultural
Revitalização do teatro é um dos destaques do projeto de reforma, apresentado à Comissão de Cultura da Assembleia
Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica