Já é lei: antiga sede da Ales leva nome de musicista

Localizado na Cidade Alta, o prédio passa a ser denominado Palácio da Cultura Sônia Cabral

Por Redação Web Ales

Luzia Toledo propôs homenagem /
Foto: Arquivo Ales
LuizaToledo_media_ArquivoAles3.JPG
Lei que homenageia Sônia Cabral é de autoria de Luzia Toledo

A antiga sede da Assembleia Legislativa, localizada na Cidade Alta, agora se chama Palácio da Cultura Sônia Cabral. Sancionada pelo governador Renato Casagrande, a Lei Estadual 9.998/2013 foi proposta pela deputada Luzia Toledo (PMDB) e é uma homenagem a uma das maiores musicistas do Espírito Santo: Sônia Maria Cabral Perpétuo. 

Natural de Santa Teresa, Sônia Cabral se destacou como referência na música erudita do Estado. Professora de piano entre o período de 1969 a 1991, ela foi eleita, pelos corpos discente e docente da Fames, diretora da Faculdade de Música do Espírito Santo (Fames), tendo ficado no cargo até a sua aposentadoria, em 1993.

“Sônia Cabral, quando ainda era coordenadora de Música da Fundação Cultural, elaborou o projeto de criação da Orquestra Filarmônica do Espírito Santo (Ofes), homologado e publicado no Diário Oficial de 30/09/1986, abrindo, assim, novo mercado de trabalho para o músico capixaba”, lembrou Luzia Toledo. A musicista morreu em 13 de março de 2012.

O Palácio da Cultura Sônia Cabral, instalado na Praça João Clímaco, está recebendo obras realizadas pelo Governo do Estado. As obras contemplam restauração da fachada e, em etapa seguinte, a readequação do interior do imóvel, que deverá abrigar concertos musicais. 

Com a colaboração de Renata Moreira/Web Ales
(Reprodução autorizada mediante citação da Web Ales)

Projeto visa recuperar direitos de servidores
Proposta assegura que o tempo de trabalho durante a crise sanitária da Covid seja contabilizado para a concessão de direitos como quinquênios e licenças-prêmio 
Homens estão entre as principais vítimas de suicídio
Morte autoprovocada é quase quatro vezes maior entre homens e a terceira principal causa de óbito na faixa de 15 a 29 anos, apontam dados oficiais
"Cola" é recurso para ajudar eleitor a votar
Anotar os números dos candidatos diminui consideravelmente chance de erros na hora da votação e contribui para agilizar processo
PEC da Polícia Científica começa a tramitar
Iniciativa desvincula os peritos da PCES, reforçando autonomia e independência da categoria. Cinco emendas já foram apresentadas à proposta
Projeto visa recuperar direitos de servidores
Proposta assegura que o tempo de trabalho durante a crise sanitária da Covid seja contabilizado para a concessão de direitos como quinquênios e licenças-prêmio 
Homens estão entre as principais vítimas de suicídio
Morte autoprovocada é quase quatro vezes maior entre homens e a terceira principal causa de óbito na faixa de 15 a 29 anos, apontam dados oficiais
"Cola" é recurso para ajudar eleitor a votar
Anotar os números dos candidatos diminui consideravelmente chance de erros na hora da votação e contribui para agilizar processo
Não há notícias referenciadas.