Durão sugere que Federal apure laudo sobre terreno

Casas populares foram construídas com recursos da União em área de alagamento, alertou.

Por Redação Web Ales

Deputado quer que a PF apure /

LuizDurão.jpg
Foto: Tonico

Centenas de casas populares foram construídas com recursos do Governo Federal em uma área que sofre constantes alagamentos, em Linhares, região Norte do Estado, denunciou o deputado Luiz Durão (PDT), pedindo que a Caixa Econômica Federal acione a Polícia Federal para investigar o caso.

Segundo o parlamentar, um laudo sobre o terreno foi enviado à Caixa afirmando que há 50 anos não são registrados alagamentos na região. Luiz Durão contestou, garantindo que o lugar escolhido para o conjunto habitacional alaga sempre que chove muito.

As casas integram o programa “Minha Casa, Minha Vida”, do Governo Federal. “Não era para ter construído lá”, disse, acrescentando que a Prefeitura foi avisada de que o local era inadequado, mas ignorou e o conjunto se transformou em “Minha Casa, meu Alagado”.

Morador de Linhares, Luiz Durão lembrou a grande enchente ocorrida no município em 1979. De lá para cá, o assoreamento do Rio Doce já passa de um metro. Na visão do deputado, se houver uma enchente com o mesmo volume de água de 1979, todas as casas populares serão destruídas.

Os imóveis ainda não foram entregues, estão em fase de conclusão. Na última forte chuva, em dezembro passado, o terreno alagou e a água chegou a 50 centímetros de altura nas casas inacabadas, lamentou Durão, reafirmando que isso sempre acontece durante as tempestades de verão

O problema é ainda mais grave, segundo o deputado, porque também estão construindo um dique na região. O terreno é arenoso, não é adequado, e há risco de a construção não suportar a força do rio. “Há famílias pensando que estão ganhando casas, mas infelizmente estão ganhando sepulturas”, alertou.

Aída Bueno Bastos / Web Ales
(Reprodução autorizada mediante citação da Web Ales)

Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica
Novo Carmélia promete reforçar área cultural
Revitalização do teatro é um dos destaques do projeto de reforma, apresentado à Comissão de Cultura da Assembleia
Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica
Não há notícias referenciadas.