Projeto prevê informações sobre saúde no RG

Garcia propõe lei estadual sobre direito de registrar, no documento, existência de doenças graves e de deficiência permanente

Por Gleyson Tete, com edição de Angèle Murad

Carteira de identidade em meio à pilha desses documentos
Com a medida, busca-se assegurar atendimento de saúde adequado em caso de agravamento de doenças  / Foto: Polícia Civil de SP

O deputado Marcos Garcia (PP) apresentou projeto de lei estadual sobre a inserção, na carteira de identidade expedida no Espírito Santo, de informações sobre as condições específicas de saúde, como deficiência de caráter permanente e doenças graves, tipo renal crônica e patologias cardíacas. 

Segundo o PL 249/2022, para ter direito ao benefício o requerente deverá comprovar, por meio de laudo médico, a condição de saúde relatada. Com a inclusão das informações, Garcia espera que, para todos os efeitos legais, não seja mais necessário comprovar a existência da deficiência ou doença quando isso for imperativo para a garantia de direitos ou a preservação da saúde do cidadão.

“A inclusão das informações é fundamental para garantir a segurança dos cidadãos. Vai facilitar o acesso a direitos fundamentais e também a um socorro direcionado para o caso de agravamento das doenças mencionadas pelo cidadão em seu documento de identidade”, explica o parlamentar na justificativa da matéria.

Garcia lembra que a Lei Federal 9.049/1995 já possibilita a inclusão de informações de saúde na identidade, fato reforçado pelo Decreto presidencial 10.977/2022. Tanto a lei federal quanto o decreto facultam, a pedido do titular, a inserção de informações sucintas sobre “condições particulares de saúde”, além da disposição de doar órgãos em caso de morte e do tipo sanguíneo/fator RH – essa também assegurada pela Lei Estadual 11.313/2021, do deputado Carlos Von (DC).

Em caso de aprovação e sanção do PL 249/2022, a nova norma entra em vigor na data de sua publicação em diário oficial.

Emenda

Foi apresentada pela Procuradoria da Casa emenda modificativa que especifica que as informações a serem incluídas têm como escopo contribuir para preservar a saúde ou salvar a vida da pessoa. Também muda para 45 dias após a publicação da lei o prazo para a nova legislação começar a valer. 

Tramitação

O projeto foi lido na sessão ordinária do dia 1º de junho e encaminhado para as comissões de Justiça, Cidadania, Saúde e Finanças.

Deputados: Marcos Garcia
Proposta homenageia escritor capixaba
Iniciativa declara Amâncio Pinto Pereira patrono da Educação no Espírito Santo e busca dar visibilidade à produção literária do capixaba
Bancos de leite amparam mulheres na amamentação
Além de prover bebês internados com o leite doado, essas instituições também orientam mães no aleitamento  
Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros
Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH
Proposta beneficia servidores das polícias Civil, Militar, Penal, Bombeiro Militar e do Iases responsáveis pela condução de veículos dos órgãos
Proposta homenageia escritor capixaba
Iniciativa declara Amâncio Pinto Pereira patrono da Educação no Espírito Santo e busca dar visibilidade à produção literária do capixaba
Bancos de leite amparam mulheres na amamentação
Além de prover bebês internados com o leite doado, essas instituições também orientam mães no aleitamento  
Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros