Doze projetos começam a tramitar no Legislativo

Apesar de veto do governador que encabeçava pauta de votações não ter sido analisado, 12 matérias receberam autorização para começar a tramitar

Por Marcos Bonn, com edição de Angèle Murad | Atualizado há 3 meses

Deputados sentados e em pé no Plenário Dirceu Cardoso
Plenário volta a se reunir na próxima segunda-feira / Foto: Lucas S. Costa

A pauta de votações da sessão ordinária desta quarta-feira (22) continuou obstruída porque a Comissão de Justiça não emitiu parecer sobre o veto do governo ao Projeto de Lei (PL) 164/2022, prevalecendo-se do prazo assegurado pelo Regimento Interno para relatar a proposiçao. A matéria do Coronel Alexandre Quintino (PDT), que encabeçava a Ordem do Dia, foi vetada integralmente e retira das farmácias a obrigação legal de informar ao consumidor, em caso de promoção, o valor da oferta e o preço anterior praticado para a comercialização do produto ou serviço. 

Na Fase de Expediente, os deputados aprovaram a tramitação em regime de urgência de duas propostas de Theodorico Ferraço (PP). O PL 282/2022 inclui sob a responsabilidade do Estado a estrada entre Gironda e a Fábrica de Cimento, em Cachoeiro de Itapemirim, ligando as Rodovias ES-164 e ES-482.

O PL 283/2022 é parecido e pretende inserir, no plano rodoviário estadual, a Estrada do Valão (paralela à antiga linha ferroviária). Essa via conecta Morro Grande, a Escola Técnica, as Faculdades de Direito e de Ciências Contábeis ao distrito industrial de São Joaquim, no mesmo município do sul capixaba. 

Álbum de fotos da sessão ordinária

Novos projetos

Além desses, outros 10 começaram a tramitar na Casa, totalizando 12 novos projetos. Ferraço é autor de mais quatro que visam repassar para a administração estadual trechos rodoviários em Cachoeiro, Alegre e Vargem Alta (PLs 288, 289 e 290, todos de 2022). O PL 291/2022, de Marcos Garcia (PP), tem proposta similar para trecho em Linhares. Conforme o despacho da Mesa Diretora, essas propostas devem passar pelo crivo dos colegiados de Justiça, Infraestrutura e Finanças.

Danilo Bahiense (PL) assina duas propostas. O PL 285/2022 torna proporcionais à validade da CNH as tarifas cobradas pelo Detran/ES. “Enquanto um cidadão que tem a sua carteira válida por 10 anos paga cerca de R$ 400 para revalidar, o cidadão que tem idade acima de 70 anos paga R$ 1.367,88, o que é uma injustiça”, avaliou o delegado durante a sessão.  

Pela proposta, a validade da CNH vai variar de acordo com a idade do condutor: 10 anos para motoristas com até 50 anos; 5 para aqueles com mais de 50 e menos de 70; e três para os que têm mais de 70 anos de idade. A proposição tramitará nas comissões de Justiça, Mobilidade Urbana e Finanças.

Já o PL 284/2022 reconhece o efetivo risco da atividade de advocacia no Espírito Santo a título de acesso ao porte de arma concedido pela Polícia Federal. Os deputados dos colegiados de Justiça, de Segurança e de Finanças emitirão parecer sobre o texto.  

O Projeto de Lei 281/2022, cuja autoria é de Dary Pagung (PSB), permite que pagamentos de fianças sejam feitos via PIX. A matéria passará pelas comissões de Justiça, Cidadania e Finanças. 

Já Bruno Lamas (PSB), por meio do PL 280/2022, propõe o nome de Antonio Alves de Moura (Baianinho) para a praça do viaduto entre as avenidas Boa Vista e João Palácio, no município de Serra. A proposição receberá parecer terminativo no colegiado de Justiça.

Por fim, o Projeto de Lei 286/2022, protocolado por Renzo Vasconcelos (PSC), declara o artesanato com conchas em Piúma patrimônio cultural imaterial do Estado. A proposta será avaliada pelas comissões de Justiça, Cultura, Finanças. 

Temas: veto
Projeto visa recuperar direitos de servidores
Proposta assegura que o tempo de trabalho durante a crise sanitária da Covid seja contabilizado para a concessão de direitos como quinquênios e licenças-prêmio 
Homens estão entre as principais vítimas de suicídio
Morte autoprovocada é quase quatro vezes maior entre homens e a terceira principal causa de óbito na faixa de 15 a 29 anos, apontam dados oficiais
"Cola" é recurso para ajudar eleitor a votar
Anotar os números dos candidatos diminui consideravelmente chance de erros na hora da votação e contribui para agilizar processo
PEC da Polícia Científica começa a tramitar
Iniciativa desvincula os peritos da PCES, reforçando autonomia e independência da categoria. Cinco emendas já foram apresentadas à proposta
Projeto visa recuperar direitos de servidores
Proposta assegura que o tempo de trabalho durante a crise sanitária da Covid seja contabilizado para a concessão de direitos como quinquênios e licenças-prêmio 
Homens estão entre as principais vítimas de suicídio
Morte autoprovocada é quase quatro vezes maior entre homens e a terceira principal causa de óbito na faixa de 15 a 29 anos, apontam dados oficiais
"Cola" é recurso para ajudar eleitor a votar
Anotar os números dos candidatos diminui consideravelmente chance de erros na hora da votação e contribui para agilizar processo