Pauta traz PL que protege vítima de violência doméstica

Proposta estabelece aviso prévio sobre liberdade de agressor e é uma das cinco matérias que tramitam em urgência na sessão ordinária desta segunda-feira

Por Redação Web Ales, com informações de Gleyson Tete e Larissa Lacerda e edição de Angèle Murad

Deputados sentados e em pé no Plenário Dirceu Cardoso
Sessão ordinária tem início às 15 horas, no Plenário Dirceu Cardoso / Foto: Lucas S. Costa

Cinco urgências integram a pauta de votações desta segunda-feira (20), na Assembleia Legislativa. Entre elas está o Projeto de Lei (PL) 259/2022, segundo o qual a vítima de violência doméstica deverá ser comunicada previamente caso seu agressor seja colocado em liberdade. Segundo a iniciativa do deputado Luiz Durão (PDT), o aviso sobre a soltura ou interrupção da medida protetiva de urgência caberá ao advogado da vítima ou ao defensor público e deverá ser feito com a maior antecedência possível, por meio escrito físico ou eletrônico. 

O deputado Gandini (Cidadania) é o relator da matéria e deve emitir parecer conjunto das comissões de Justiça, Cidadania, Segurança e Finanças. Há uma emenda aditiva e modificativa de Freitas (PSB) para análise. O deputado sugere que a comunicação seja realizada de forma imediata, a partir da juntada no procedimento policial ou processo judicial do ato de relaxamento da prisão em flagrante ou revogação da medida privativa de liberdade ou da medida protetiva de urgência. Além disso, deve ser informada, nos autos, a data e hora da execução da comunicação prévia, com registro do nome da pessoa que a recebeu.

Para poder analisar as urgências, os deputados estaduais precisam apreciar o veto total ao PL 164/2022, projeto de autoria do Coronel Alexandre Quintino (PDT). A proposta altera a Lei 11.377/2021, retirando o setor de farmácia do rol de estabelecimentos comerciais obrigados a informar ao consumidor, em caso de promoção, o valor da oferta e o preço anterior praticado para a comercialização do produto ou serviço. A Comissão de Justiça deve se pronunciar sobre o impedimento aposto pelo Executivo e, caso o veto seja mantido pelo Plenário, a proposição será arquivada. 

Servidores

Também em urgência estão dois projetos que tratam de direitos dos servidores estaduais. O Projeto de Lei Complementar (PLC) 29/2022 dispõe sobre a extensão da licença-maternidade das servidoras públicas e contratadas temporárias do Poder Executivo estadual. A licença poderá ser prorrogada quando as servidoras ou os recém-nascidos ficarem internados por mais de 14 dias em decorrência de complicações do parto. A extensão deve ser por período igual ao da internação. Outro ponto da matéria amplia os prazos de licença-maternidade e paternidade para os servidores temporários estaduais. Atualmente, tais prazos são de 120 e 5 dias. A ideia é mudar para 180 e 20 dias, respectivamente, como já acontece com os demais servidores públicos estaduais.

O PLC 28/2022 institui o regime especial de trabalho para os servidores públicos da administração direta, autárquica e fundacional do Poder Executivo estadual que tenham cônjuge, filho ou dependente com deficiência. A proposta fixa jornada de trabalho semanal 30% inferior ao estabelecimento para o cargo do servidor. O regime especial deverá ser cumprido dentro do horário de expediente regular e será concedido sem a necessidade de compensação de horário ou prejuízo da remuneração e mediante o atendimento de determinados requisitos.

Os dois PLCs terão parecer oral das comissões de Justiça, Cidadania, Saúde e Finanças. 

Detran

Já o PL 262/2022, urgência de Alexandre Xambinho (PSC), será analisado pelos colegiados de Justiça e Finanças durante a plenária. A matéria altera a Tabela III da Lei 7.000/2001, extinguindo quatro taxas do Detran/ES: a renovação anual e a emissão de segunda via do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV), a segunda via do CRV e a inclusão ou baixa de gravame (que consta no CRLV e significa que o automóvel está alienado por meio de financiamento). O parlamentar argumenta que esses documentos já possuem versão digital, como o CRLV-e.  

Estrada

Por fim, tramita em urgência o PL 276/2022, para incluir a estrada municipal Bom Jardim, em Cachoeiro de Itapemirim, no plano rodoviário estadual. Essa estrada liga a ES 482, em Monte Líbano, à ES 486, em Gironda. A proposição de Quintino terá parecer das comissões de Justiça, Infraestrutura e Finanças antes de ser votada pelo Plenário. 

Ao vivo

Acompanhe ao vivo a sessão ordinária, a partir das 15 horas, na Grande Vitória pela TV Assembleia, nos seguintes canais: 3.2 aberto e digital, 319.2 da Vivo, 12 da NET, 23 da RCA e 519.2 da Sky. Também haverá transmissão on-line pelo YouTube, Facebook e site da Casa. A sessão, que é realizada no Plenário Dirceu Cardoso, terá intérprete para a Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros
Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH
Proposta beneficia servidores das polícias Civil, Militar, Penal, Bombeiro Militar e do Iases responsáveis pela condução de veículos dos órgãos
Reunião debate segurança em transporte escolar
Segundo advogado, motoristas de aplicativo estariam realizando transporte de estudantes de forma irregular
Deputado alerta para uso responsável de auxílio
Majeski criticou oferta de crédito consignado para o Auxílio Brasil e lembrou os altos juros cobrados nos empréstimos
Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros
Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH
Proposta beneficia servidores das polícias Civil, Militar, Penal, Bombeiro Militar e do Iases responsáveis pela condução de veículos dos órgãos
Reunião debate segurança em transporte escolar
Segundo advogado, motoristas de aplicativo estariam realizando transporte de estudantes de forma irregular