Segurança: Ales ouve demandas de servidores

Frente parlamentar recebe, na quarta-feira (8), representantes de categorias, que cobram recomposição salarial e canal de diálogo com o governo

Por Marcos Bonn, com edição de Angèle Murad

Homens uniformizados com braços para trás em três filas e à frente placa da academia de polícia
Foto: Polícia Militar ES

A Frente Parlamentar de Valorização dos Policiais e Bombeiros faz sua segunda reunião na quarta-feira (8). No encontro, às 14 horas, no Plenário Dirceu Cardoso, o colegiado receberá representantes das forças de segurança pública para debater a “defasagem histórica” na remuneração conforme consideram as categorias. O tema interessa diretamente 13 mil servidores efetivos da ativa.

Por conta disso, argumenta o presidente da FP, Delegado Danilo Bahiense (PL), profissionais acabam migrando para outros estados em busca de melhores condições de trabalho, como é o caso dos peritos oficiais criminais. O Anuário Brasileiro de Segurança Pública aponta que a remuneração inicial no Espírito Santo está entre as piores do Brasil, conforme o parlamentar.

“É impressionante, por que um mesmo profissional, com os mesmos conhecimentos e funções, recebe R$ 22.700,53, no estado de Roraima, enquanto aqui no Espírito Santo este perito oficial criminal ganhava R$ 5.793, conforme as informações do último Anuário Brasileiro de Segurança Pública”, indaga o parlamentar.

Na primeira reunião os participantes pediram que o governo do Estado abra um canal de comunicação com as categorias. Houve reclamações dos vencimentos pagos atualmente. A ideia é que a frente parlamentar possa condensar as demandas e apresentá-las ao Executivo. 

Saúde

A Comissão de Saúde realizará duas reuniões na terça (7), no Plenário Rui Barbosa. Às 9 horas, os deputados se reúnem de maneira ordinária para debater o procedimento de ozonioterapia na saúde pública estadual. Para falar sobre o tema, o colegiado terá a presença do farmacêutico e fisioterapeuta Márcio Emílio Chaves Vieira. 

A ozonioterpia consiste em injetar no corpo do paciente o ozônio, um gás com três moléculas de oxigênio (O3). A técnica é polêmica. Defensores afirmam que ela contribui para a melhoria do sistema imunológico. Mas o Conselho Federal de Medicina (CFM) considera a terapia experimental, ou seja, não é reconhecida para o tratamento de doenças, embora possa ser adotada para outros fins.

Na reunião extraordinária da comissão, às 10 horas, o cirurgião plástico Ariosto da Silva Santos Filho falará sobre a prevenção de queimaduras. No ano passado o especialista falou do aumento de queimaduras causadas por álcool na pandemia devido à venda do álcool a 70%. 

Agenda de comissões

Segunda (6)
11h - Reunião ordinária híbrida da Comissão de Segurança - Plenário Dirceu Cardoso
12h15 - Reunião ordinária da Comissão de Educação - Plenário Rui Barbosa
13h30 - Reunião ordinária híbrida da Comissão de Finanças - Plenário Dirceu Cardoso

Terça (7) 
9h - Reunião ordinária da Comissão de Saúde - Plenário Rui Barbosa
10h - Reunião extraordinária da Comissão de Saúde - Plenário Rui Barbosa
13h30 - Reunião ordinária híbrida da Comissão de Justiça - Plenário Dirceu Cardoso 

Quarta (8) 
12h10 - Reunião ordinária da Comissão de Meio Ambiente - Plenário Rui Barbosa
14h - Frente Parlamentar de Valorização Salarial de Policiais e Bombeiros - Plenário Dirceu Cardoso

Quinta (9)
15h - Frente Parlamentar do Terceiro Setor - Plenário Dirceu Cardoso
19h - Audiência pública da Comissão de Proteção a Criança e Adolescente - Auditório da Faculdade Novo Milênio, em Vila Velha

Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros
Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH
Proposta beneficia servidores das polícias Civil, Militar, Penal, Bombeiro Militar e do Iases responsáveis pela condução de veículos dos órgãos
Reunião debate segurança em transporte escolar
Segundo advogado, motoristas de aplicativo estariam realizando transporte de estudantes de forma irregular
Deputado alerta para uso responsável de auxílio
Majeski criticou oferta de crédito consignado para o Auxílio Brasil e lembrou os altos juros cobrados nos empréstimos
Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros
Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH
Proposta beneficia servidores das polícias Civil, Militar, Penal, Bombeiro Militar e do Iases responsáveis pela condução de veículos dos órgãos
Reunião debate segurança em transporte escolar
Segundo advogado, motoristas de aplicativo estariam realizando transporte de estudantes de forma irregular