Deputados apresentam mais de 1,3 mil emendas ao Orçamento

Expectativa é que o relator no colegiado de Finanças apresente parecer com as emendas acolhidas e rejeitadas até o dia 3 de dezembro

Por Gleyson Tete, com informações de Marcos Bonn e edição de Nicolle Expósito | Atualizado há 8 meses

Cédulas de dinheiro
Emendas são instrumento por meio do qual parlamentares participam da elaboração do Orçamento / Foto: EBC

Foi publicada no Diário do Poder Legislativo (DPL) desta sexta-feira (19) a relação das mais de 1,3 mil emendas parlamentares à proposta para a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2022. Segundo o cronograma da Comissão de Finanças, a análise das emendas vai até 29 de novembro e a votação tanto no colegiado quanto no Plenário da Assembleia Legislativa (Ales) deve ocorrer no dia 6 de dezembro. 

Um acordo entre o Executivo estadual e a Casa garante a cada um dos 30 deputados o valor de R$ 1,5 milhão para ser indicado em emendas. Esse instrumento é utilizado pelos parlamentares para destinação de verbas em ações de interesse público nas mais diversas áreas. Normalmente são atendidas demandas das respectivas bases eleitorais.

No ano passado, o Orçamento foi acatado com o acolhimento de 921 emendas integralmente, do total de 1.063 apresentadas pelos parlamentares. Além disso, 91 emendas foram rejeitadas, 40 canceladas e 11 subemendas aprovadas.

Orçamento

O Projeto de Lei (PL) 580/2021 do Executivo estadual traz a proposta para a Lei Orçamentária Anual (LOA) do exercício de 2022. De acordo com a peça, as receitas e as despesas para o ano que vem devem girar em torno de R$ 20,3 bilhões. Tal valor é 7,25% maior do que os R$ 18,9 bilhões previstos para este ano.

Desse montante a maior fatia fica com o Executivo (R$ 18,3 bi), que vai destinar os maiores valores para investimentos nas áreas da saúde (R$ 2,9 bi), educação (R$ 2,3 bi) e segurança pública (R$ 1,7 bi). Entre os poderes, o Judiciário vai receber R$ 1,1 bilhão; o Ministério Público (MPES) R$ 417 milhões; a Ales R$ 204 milhões; o Tribunal de Contas (TCES) R$ 150 milhões e a Defensoria Pública R$ 91,7 milhões.

Audiências públicas

Esse ano o colegiado de Finanças realizou quatro audiências públicas para debater o Orçamento com a sociedade e colher sugestões de emendas. Os encontros ocorreram em Anchieta, Santa Maria de Jetibá, São Mateus e Barra de São Francisco.

Regimento

Segundo o artigo 216, parágrafo primeiro, inciso III, do Regimento Interno (RI), o projeto de lei orçamentária tem prioridade durante a votação na Ordem do Dia, ficando atrás apenas de vetos e matérias em regime de urgência.

Conforme o artigo 238 do RI o cronograma de trabalho para tramitação da LOA na Comissão de Finanças deverá dispor de pelo menos 10 dias de prazo para apresentação das emendas e o envio da peça orçamentária ao Plenário deve se fazer em até 5 de dezembro (que neste ano cai no domingo).
 
Novo cronograma

Inicialmente, o colegiado de Finanças havia definido o dia 22 de novembro como data para apresentar o parecer da peça orçamentária à Mesa Diretora. No entanto, na última terça-feira (16), o presidente da comissão e relator da matéria, deputado Freitas (PSB), pediu mais prazo para analisar o texto, sendo necessária mudança no cronograma. Confira as datas atualizadas:
 

  • 19 de outubro a 16 de novembro: Entrega das emendas (até 18h)
  • 17 a 29 de novembro: Análise das emendas na comissão
  • 30 de novembro a 2 de dezembro: Elaboração e revisão do parecer do relator
  • 3 de dezembro: Apresentação do relatório aos membros da comissão
  • 6 de dezembro: Apresentação e votação do parecer na comissão
  • 6 de dezembro: Encaminhamento da LOA ao plenário                                                                                                                                                                    
Comissões: Finanças
Proposta homenageia escritor capixaba
Iniciativa declara Amâncio Pinto Pereira patrono da Educação no Espírito Santo e busca dar visibilidade à produção literária do capixaba
Bancos de leite amparam mulheres na amamentação
Além de prover bebês internados com o leite doado, essas instituições também orientam mães no aleitamento  
Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros
Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH
Proposta beneficia servidores das polícias Civil, Militar, Penal, Bombeiro Militar e do Iases responsáveis pela condução de veículos dos órgãos
Proposta homenageia escritor capixaba
Iniciativa declara Amâncio Pinto Pereira patrono da Educação no Espírito Santo e busca dar visibilidade à produção literária do capixaba
Bancos de leite amparam mulheres na amamentação
Além de prover bebês internados com o leite doado, essas instituições também orientam mães no aleitamento  
Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros