Lei estabelece apoio a mulheres em bares

Norma proposta por Raquel Lessa obriga estabelecimentos a promover mecanismos que amparem mulheres que se sintam em situação de risco

Por Silvia Magna, com edição de Nicolle Expósito

Mulheres em contraluz dançando e em volta delas outras pessoas
Acompanhamento da mulher e comunicação da ocorrência à polícia são algumas medidas previstas na lei / Foto: Freepik

Já está valendo a Lei 11.046/2021 que determina a adoção de medidas e auxílio às mulheres que se sintam em situação de risco em casas noturnas, bares, restaurantes e em eventos no Espírito Santo. A norma é oriunda do Projeto de Lei (PL) 287/2019, de autoria da deputada Raquel Lessa (Pros), e foi promulgada pelo presidente da Assembleia Legislativa, Erick Musso (Republicanos).

A promulgação de lei por parte do Legislativo tem como base o Artigo 66 da Constituição Estadual, que permite o ato quando não houver manifestação do governador dentro do prazo de 15 dias. Nesses casos, a legislação considera o silêncio do chefe do Executivo como sanção, ou seja, concordância com a matéria, permitindo a promulgação pelo presidente do Parlamento.

Apoio

De acordo com a nova lei, esses estabelecimentos deverão adotar práticas como acompanhamento da mulher até o respectivo meio de transporte ou comunicação da ocorrência à polícia. Além disso, a administração dos locais enquadrados na nova regra deverá afixar cartazes em banheiros femininos e demais dependências informando a disponibilidade para o auxílio, caso alguma frequentadora se sinta em situação de risco.

Para Raquel, trata-se de mais um mecanismo com vistas a mitigar o assédio e outros tipos de violência que muitas vezes culminam em feminicídio. “A violência contra a mulher no Estado do Espírito Santo está acima da média nacional em se tratando de vítimas fatais e todo e qualquer esforço desta Casa Parlamentar a fim de protegê-las deve ser bem-vindo”, afirma a deputada. 

Deputados: Raquel Lessa
Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica
Novo Carmélia promete reforçar área cultural
Revitalização do teatro é um dos destaques do projeto de reforma, apresentado à Comissão de Cultura da Assembleia
Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica