Violência: PL prevê monitoramento de vítima

Medida integra política de proteção à mulher proposta pela deputada Raquel Lessa 

Por Aldo Aldesco, com edição de Angèle Murad

Duas mulheres sentadas, uma de frente para a outra, separadas por divisória de acrílico
Acompanhamento deve ser realizado de forma humanizada e qualificada pela rede pública / Foto: Sejuf/PR

O Projeto de Lei (PL) 442/2021 institui, no Espírito Santo, a Política Estadual de Proteção da Vida das Mulheres e o Combate à Violência Doméstica. A proposta da deputada Raquel Lessa (Pros) tem como objetivo imediato o monitoramento das mulheres vítimas de violência doméstica, entre outras medidas.

Pela proposta, devem ser contempladas as vítimas que buscam proteção da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, vinculada à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social, ou da Secretaria de Direitos Humanos. O projeto abrange aquelas que já solicitaram medidas protetivas junto à Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da Justiça estadual. 

O tempo de acompanhamento deve ser de, no mínimo, 30 dias, a depender de cada caso. O contato com a vítima deve ser por telefone, qualquer aplicativo das redes sociais, e, ainda, por busca ativa em residência - trabalho esse a ser realizado por assistentes sociais. 

A ação integrada entre os vários órgãos de segurança voltados para o combate à violência contra a mulher deve ter prioridade. O atendimento e monitoramento devem ser realizados por profissionais capacitados lotados em tais órgãos de segurança.

Raquel Lessa destaca que a violência atinge de maneira diferente as mulheres. Os homens, em geral, sofrem violência nos espaços públicos. Já as mulheres são vítimas em ambiente doméstico e familiar. Além desse fato, elas sofrem as mais diversas formas de violência: doméstica, psicológica, física, moral, patrimonial e sexual. “Faz-se necessário, portanto, que o Estado adote políticas de caráter universal, acessíveis a todas as mulheres”, explica a deputada. 

O objetivo da proposta é dispensar atendimento humanizado e qualificado pela rede de atendimento pública, integrada e intersetorial nas áreas de educação, assistência, turismo, comunicação, cultura, direitos humanos e justiça.

Tramitação

O PL 442/2021 foi lido na sessão ordinária do dia 23 de agosto e teve regime de urgência aprovado na sessão desta terça (24). A proposta de Raquel foi apensada ao PL 433/2021, de autoria do deputado Delegado Danilo Bahiense (sem partido), propondo a reserva de vagas em editais de contratação de empresas de prestação de serviços terceirizados na administração direta e indireta. 

Hoje existe a Lei Estadual 11.243/2021, que instituiu o Programa de Cooperação e Código Sinal Vermelho. A iniciativa, de autoria de Marcelo Santos (Podemos), visa ajudar a mulher a sinalizar um pedido de socorro em situações de violência. A medida de combate e prevenção à violência doméstica está de acordo com a Lei Federal 11.340/2006 (Lei Maria da Penha).

 

Deputados: Raquel Lessa
Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica
Novo Carmélia promete reforçar área cultural
Revitalização do teatro é um dos destaques do projeto de reforma, apresentado à Comissão de Cultura da Assembleia
Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica